Notícias

Ultrassonografia: A importância do diagnóstico rápido.

O tempo é um fator fundamental para um diagnóstico rápido e um tratamento eficiente.
Por isso a Clínica Center Vet oferece atendimento 24 horas para os pets, que fazem parte de nossa família! Para atendimento clínico não é necessário agendamento, o atendimento emergencial é feito de imediato.
Alguns sintomas que são indicadores de emergência:
- Animal Prostrado
- Diarréia Frequente
- Vômitos
- Falta de Ar
- Desmaios ou Convulsões
- Queda ou Atropelamento
Para atendimento emergencial ligue: (18) 99701-1000

Ultrassonografia: A importância do diagnóstico rápido.

A ultrassonografia é de extrema importância, pois auxilia o veterinário a estabelecer o diagnóstico, prevenir, tratar e ainda acompanhar a evolução do tratamento
É uma forma de imagens que nos permite olhar dentro do corpo do seu animal de estimação, sem cirurgia. É uma técnica completamente não invasiva.
O Ultrassom é indicado quando se há suspeita de uma série de patologias.
Assim, além de utilizado como exame complementar para auxiliar no diagnóstico de doenças, deve ser incluído como um exame de rotina nos check ups dos animais, pois muitas vezes é possível se diagnosticar uma doença, mesmo antes do aparecimento dos seus sintomas.
Aqui na Clínica Center Vet contamos com profissionais altamente qualificados e equipamentos de última geração, que possibilitam um exame confiável e preciso.
Agende a consulta do seu pet, ligue (18) 3916-5500.

Ressaca do feriado: os problemas mais comuns.

O feriado passou, e é importante ressaltar os problemas mais comuns que ocorrem com os pets que viajam junto a família.
Em caso de viagens é preciso evitar ao máximo que a saída da rotina estresse o pet, pois problemas como má alimentação, exposição ao sol, excesso de exaustão, entre outros, são muito comuns de acontecerem nessas épocas.
Se o seu pet deve uma mudança de rotina neste feriado, fique atento aos sinais estranhos que o nosso amigo pode dar, e não se esqueça de realizar o check up constantemente!
Agende a consulta do seu pet, ligue (18) 3916-5500.

Novembro Azul Pet: A importância da prevenção

O mês de Novembro é dedicado à conscientização do câncer de próstata, o segundo tipo de câncer que mais acomete os homens no Brasil.
E para incentivar a realização dos exames preventivos e o diagnóstico precoce dessa doença, é realizado o movimento Novembro Azul.
E ao lado da causa humana vem também a animal. Isso porque esse tipo de câncer pode se desenvolver também nos animais domésticos.
A campanha Novembro Azul Pet, tem como proposta chamar a atenção dos donos de pets para a importância dos exames em cães machos com o objetivo de diagnosticar as doenças que acometem a próstata, principalmente dos animais de meia-idade a idosos.
A prevenção é essencial. Levar o animal ao médico veterinário regularmente é muito importante. Quando as doenças são diagnosticadas no início, as chances de tratamento são maiores. Sendo que para prevenir as doenças da próstata, a castração é considerada o método mais efetivo.
A Center Vet apoia a campanha Novembro Azul! Abrace esta causa você também!

Farmácia 24h

Para sua maior praticidade, a Center Ver conta com uma Farmácia 24h, todos os dias!
Além de oferecer produtos para o dia a dia do pet, contamos também com um segmento de farmácia, que disponibiliza uma ampla variedade de medicações para contribuir nos tratamentos e prevenção de doenças em cães e gatos, como:
-Vacinas;
-Pomadas;
-Vermífugos;
-Colírios;
-Antibióticos;
-Anti-inflamatórios;
-Analgésicos;
-Cálcio;
-Vitaminas.
Para mais informações ligue (18) 3916-5500.??

Alimentos para pets: o que evitar?

Existem alguns alimentos e substâncias específicas que os pets não podem experimentar de jeito nenhum. Por isso, saber quais são os alimentos perigosos para animais pode evitar uma tragédia. Como por exemplo:
-Alho e cebola: todos os vegetais da família Allium, quando crus, são terríveis para o seu amigo de quatro patas.
-Chocolate: A cafeína e a teobromina presentes, também são prejudiciais e devem ser evitados.
-Uvas: a fruta e qualquer produto derivado de uva, não são indicados para alimentação dos pets.
-Comida vencida: se existirem fungos na comida, também haverá toxinas que causam patologias nos pets.
-Laticínios: corte o hábito de dar leite ou sorvetes para o seu animal, já que a maioria dos cães é intolerante à lactose. Gatos, apesar de carregarem consigo o estereótipo de amar leite não podem tomá-lo muito frequentemente devido ao alto teor de gorduras encontrado no leite.
-Café: A cafeína estimula o sistema nervoso central, e pode acelerar o coração.
Existem diversos outros alimentos prejudiciais, desta forma é recomendado consultar um médico veterinário para saber a melhor dieta recomendada para o seu cão ou gato.
Agende a consulta do seu pet, ligue (18) 3916-5500.?

Pets e crianças: os principais benefícios dessa relação

Pets e crianças, essa relação gira em torno de mitos e receios por parte de algumas pessoas, que desconhecem os inúmeros benefícios da companhia de um pet para a criança.
O contato com os pets, principalmente com os pelos, faz com que as crianças criem resistência contra um tipo de vírus (RSV) causador de infecções e alergias respiratórias, além de fortalecer o seu sistema imunológico.
Outro benefício dos pets para uma criança é em relação ao desenvolvimento físico. Aquelas criadas com bichinhos de estimação se exercitam mais ao brincarem com seus animaizinhos. Os cães, em especial, são excelentes companheiros para jogos aos ar livre, corrida, caminhada e passeios diários, já que gostam muito de brincar.
As crianças também são beneficiadas pelos pets no âmbito afetivo, comportamental, emocional e social. Elas aprendem a se relacionar melhor com outras crianças e com os adultos.
Devido à convivência com os bichinhos de estimação, elas desenvolvem a capacidade de observação e compreensão, além dos sentimentos de solidariedade, generosidade, zelo, afeto, carinho e respeito ao próximo!
Então pense bem antes de abandonar o seu bichinho por conta de uma criança, pois só quem possui um animal de estimação sabe o valor que ele tem para o ambiente familiar, para a saúde das crianças e o seu desenvolvimento físico, mental e emocional.

Outubro Rosa Pet

A campanha Outubro Rosa é um movimento que agrega várias instituições em prol da missão de orientar a população quanto à prevenção do câncer de mama.
No mundo animal não é diferente. Uma corrente cada vez maior de veterinários se reúne todo mês de outubro para lembrar que o câncer de mama pode atingir também nossos melhores amigos. Falamos agora do “Outubro Rosa Pet”.
Para diagnosticar a doença é preciso detectar a presença de nódulo na mama, e isso é possível através de contato e palpação do animal.
Se for encontrado algum “caroço” nas mamas da cadela ou gata, por menor que seja, é importante levar o pet ao veterinário. Contudo, a existência de nódulos não confirma a presença de tumor maligno, sendo necessária a realização de exames específicos.
Hoje sabemos da importância da prevenção e diagnóstico no estágio inicial para obter maiores chances de cura!
A Center Vet apoia essa causa! Então que tal realizar uma consulta de prevenção ao câncer de mama em seu pet?
Para mais informações, agende já a consulta do seu pet, ligue (18) 3916-5500.?

Queda de pelos dos pets: Como evitar?

Um dos maiores problemas para quem tem cão e gato é a queda de pelos dos seus pets. Em alguns períodos do ano, a troca de pelagem se intensifica, o que pode causar desconforto para quem convive com eles. Separamos então 5 dicas para ajudar seu pet nessa época de queda:
1)Escove seu pet com mais frequência. Para ajudar a minimizar o problema, algumas ações simples podem vir a calhar, sendo a principal delas a escovação.
2) Deixe um cobertor para ele dormir a noite. Nessa época ainda não é necessário o uso de roupinhas. Um cobertor para ele se cobrir já é suficiente.
3) Converse com o veterinário sobre a possibilidade de adicionar algum complexo vitamínico natural, como o levedo de cerveja, que ajuda a diminuir a queda dos pelos.
4) Por incrível que pareça, passear e brincar com seu pet ajuda a deixa-lo relaxado e feliz. Isso também diminui a queda dos pelos.
5) Evite banhos com muita frequência. O ideal é a cada 15 ou 20 dias. O excesso de banho ajuda a cair mais pelos.
Se você perceber a queda de pelos de forma excessiva, formação de buracos ou pele avermelhada, leve o seu amigo imediatamente ao médico veterinário.
Agende a consulta do seu pet, ligue (18) 3916-5500.

Tártaro em cães e gatos: prevenções e tratamentos

Quando não escovamos os dentes do cachorro ou gato, os restos de alimentos vão acumulando placas que se calcificam dando origem ao tártaro. Ali, as bactérias se desenvolvem produzindo toxinas irritantes que causam a gengivite.
A forma indicada para tratar o tártaro é uma limpeza em todos os dentes, que só poderá ser feita por um médico veterinário.
Já para prevenir o aparecimento do tártaro, o método mais eficaz é a escovação diária dos dentes do pet.
Também é possível dar brinquedos e comidas especiais para o animal que ajudam a prevenir o aparecimento das bactérias.
Caso você identifique ou suspeite do tártaro em seu cachorro ou gato, procure imediatamente um médico veterinário, para tratar dos dentes do seu animalzinho da maneira mais correta e segura possível.

Cão e gato vivendo juntos: Como acostumar?

A maneira mais fácil de aproximar cães e gatos é quando ambos ainda são filhotes. Porém, em muitos casos isso não é possível. Então, separamos algumas dicas para te ajudar a acostumar o cachorro e gato no mesmo ambiente:
1. Primeiro, é importante separar um espaço da casa para cada animal. É recomendado mantê-los separados durante alguns dias. Assim, eles começarão a notar pouco a pouco a presença um do outro.
2. Depois desse primeiro contato, o ideal é realizar uma apresentação em que ambos sintam-se confortáveis. No primeiro momento é aconselhável que o cachorro esteja com coleira e o gato em um ambiente seguro.
3. Quando os animais forem apresentados, associe esses momentos a coisas positivas dando recompensas como, por exemplo, petiscos.
4. Independente da situação, é importante que o cachorro e o gato tenham espaços próprios para sua alimentação e higiene.
5. E por fim, proporcione uma divisão igual de atenção. Os animais também sentem inseguros e enciumados quando percebem que alguém novo chegou e está recebendo mais atenção que eles. Por isso, os dois devem receber a mesma atenção.
A relação de confiança entre eles pode demorar a ser construída, mas é bem provável que entre eles nasça uma linda amizade!!

Infecção urinária em gatos: entenda os sinais.

As infecções urinárias são um dos grupos de condições mais comuns e incômodas que um gato pode sofrer.

Assim como outros animais, os felinos demonstram através de seu comportamento que alguma coisa não vai bem. Vejamos como identificar infecções urinárias, muito comuns em felinos.

- Dificuldade ao urinar.
- Queixa-se ao urinar. Se dói quando urina e mia ou chora, sem dúvida, está acontecendo algo.
- Lambidas na zona genital.
- Urina fora da caixa.
- Sangue na urina. Isso é um sinal de que algo vai mal.
- Vômitos, diarreia ou falta de apetite.
- Urina com um cheiro muito forte.

Caso você perceba alguns ou somente um desses sintomas, o melhor é que leve-o imediatamente ao médico veterinário para que ele o examine o trate o quanto antes.

Agende já a consulta do seu gato, ligue (18) 3916-5500.

Banho e tosa! Vamos agendar um horário?

O banho e tosa da Clínica Center Vet é completo e personalizado para o seu pet!

-Trabalhamos com hora marcada.
-Com tosas de todos os tipos, inclusive na tesoura.
-Produtos de qualidade.
-Exclusividade para o seu bichinho.
-Ambiente amigável.
-Bons cuidados e respeito.

Já agendou o banho e tosa do seu pet? Então ligue (18) 3916-5500.

Alimentação Felina

A alimentação felina é uma preocupação constante para aqueles que têm um gatinho e, como outros tipos de pet, os bichanos também precisam de atenção especial no preparo de suas refeições.
Os alimentos feitos para gatos são divididos em três tipos principais, os secos, semi-secos e enlatados, que contam com indicações específicas de idade e categoria, e tais dados devem ser checados antes que a comida seja adquirida.
-Os alimentos secos são os mais fáceis de conservar, mas não devem ser a única fonte de alimentos para o gato. Na maioria das vezes, consistem em biscoitos produzidos a partir de ingredientes que incluem peixes, vitaminas e carnes, e têm um nível bastante baixo de gordura.
-Alimentos semi-secos, são os mais difíceis de conservar e bastante nutritivos.
-Enlatados: os melhores substitutos alimentares para bichanos, os enlatados são compostos por ingredientes que incluem açúcar, carne, peixe, vitaminas, cereais, sais, gelatinas e conservantes, entre outros.
Independentemente do tipo de alimento que decidir servir ao seu pet, é indicado uma visita ao médico veterinário, para que a dieta do bichano possa ser discutida e ele receba todos os nutrientes que necessita.
Agende já a consulta do seu gato, ligue (18) 3916-5500.

Agosto, mês da vacinação antirrábica

O mês de agosto é o período da campanha de vacinação contra raiva, uma doença grave que atinge os animais e os seres humanos e pode matar rapidamente. Ela é transmitida através da mordida de animais infectados. Assim, a vacinação anual é obrigatória e auxilia no controle da doença.
Nos animais, provoca comportamento agressivo, dilatação das pupilas, hipersalivação, dificuldade para engolir, irritação, alteração na forma de andar natural, contrações musculares faciais e paralisia dos membros. Sendo que, a enfermidade não tem cura e pode levar a vítima (animal ou humano) ao óbito em menos de sete dias.
Por isso, a campanha surge para alertar a todos, as ameaças que a doença traz, e conscientizar sobre a importância da vacinação antirrábica, como forma de prevenção.
Diante disso, é importante manter visitas regulares ao médico veterinário e caso observe algum comportamento diferente no seu pet, consulte imediatamente o veterinário, que tem papel fundamental de prevenir a doença, cuidando da saúde e bem-estar do animal.
Agende já a consulta do seu pet, ligue (18) 3916-5500.

Devo castrar o meu pet?

A castração de animais é sempre um motivo de dúvida para muitos donos. Saiba que hoje em dia a castração é muito recomendada pelos médicos veterinários e traz muito mais benefícios do que problemas para o seu pet.
Quando se castra, você ajuda no controle do comportamento do animal e também nas doenças que ele pode desenvolver. Podendo aumentar cerca de cinco anos a expectativa de vida dos pets. Então confira os benefícios da castração para o seu amigo:
- Controle reprodutivo do animal;
- Controle do comportamento agressivo e da agitação acima do normal;
-Evitar demarcações de território (principalmente nos machos);
- Prevenção de doenças como câncer;
- Prolonga a vida do seu bichinho.
Deste modo, a castração é altamente recomendada e essencial para a saúde do seu pet. Procure um veterinário para saber mais sobre esse assunto e se informar dos procedimentos. Assim você vai poder realizar o método de maneira segura e garantir ao seu bichinho melhor qualidade de vida possível!
Para mais informações, agende já a consulta do seu pet, ligue (18) 3916-5500.

A importância da vacinação antirrábica para cães e gatos

A raiva é uma doença causada por um vírus e uma das formas de transmissão é pela saliva, quando um animal contaminado morde e fere o outro, pode transmitir o vírus, contribuindo para que a doença se prolifere rapidamente.
Além disso, a raiva é uma zoonose, ou seja, pode ser transmitida de animais para humanos, sendo também, bastante agressiva e em quase 100% dos casos ela pode ser fatal.
A vacina antirrábica é, ainda hoje, a única forma de prevenção, e deve ser administrada nos cães e gatos ainda filhotes. A partir dos 3 / 4 meses de idade, de acordo com o protocolo indicado pelo seu médico veterinário, devem ser vacinados em dose única e a partir daí, deve ser repetida anualmente.
Sendo assim, manter o pet vacinado é uma questão de segurança para ele e para todos que convivem com ele, então não se esqueça de levar o seu amigo para tomar a vacina antirrábica, mas não só da raiva como também de outras doenças, para mantê-lo sempre feliz e saudável.
Para mais informações, agende já a consulta do seu pet, ligue (18) 3916-5500.

Prevenção dos cães contra a leishmaniose

A leishmaniose em cães é uma doença parasitária e endêmica, em que o parasita transmissor é conhecido como mosquito-palha, e este costuma habitar zonas rurais ou parques, com altos níveis de umidade, além de estarem mais ativos ao pôr do sol.
Para controlar as picadas do mosquito-palha e evitar a leishmaniose em cães, podemos adotar medidas combatentes a doença como:
-Evitar levar o cão para passear após o pôr do sol, horário de maior atividade do transmissor, além de locais úmidos, de mata ou parques.
-Tomar medidas sanitárias simples, como não acumular lixo em casa ou jogá-los em terrenos baldios, ajuda a não proliferação do mosquito transmissor.
-A Organização Mundial da Saúde (OMS) indica o uso de coleira repelente à base de deltrametrina ou permetrina (4%) em cães.
-Uso de telas mosquiteiras, podem ser colocadas em todas as janelas ou portas, impregnadas com inseticidas que contenham permetrina ou deltrametrina.
-Exames anuais no veterinário são importantes para detectar a presença da doença e evitar a leishmaniose, já que os animais infectados não apresentam sintomas clínicos.
Mesmo assim, ainda a melhor maneira para evitar a leishmaniose é a vacina específica para prevenir a doença, com a função de reforçar a resposta imunológica do cachorro.
Para mais informações, agende já a consulta do seu pet, ligue (18) 3916-5500.

As vacinas do seu pet estão em dia?

A vacinação de cães e gatos é a forma mais eficaz de prevenir as principais doenças infecciosas. Através do protocolo completo de vacinação, os pets adquirem imunidade para que, caso entrem em contato com essas doenças, seu organismo possa se defender e bloqueá-las.
Por isso, mantenha sempre as vacinas de seu pet em dia, ainda mais no frio que é mais comum contrair doenças como traqueobronquite infecciosa canina, conhecida também como “tosse dos canis”, doença altamente contagiosa e ainda mais perigosa para animais idosos ou filhotes.
A aplicação das vacinas irá depender do porte do animal, e das doses já tomadas, nesses casos dependendo do retorno do pet, para a aplicação anual, visto que nenhuma vacina possui dose única.
Com o auxílio das vacinas podemos melhorar muito a qualidade de vida dos animais. Pois são métodos muito eficientes, desde de que sejam aplicadas por profissionais especializados.
Agende já a consulta do seu pet, ligue (18) 3916-5500.

A importância do ecocardiograma

O ecocardiograma é um exame que revolucionou a medicina veterinária de diagnóstico e nada mais é do que um exame ultrassonográfico padrão, mas que avalia a saúde do coração.
O exame é capaz de avaliar as estruturas do coração de cães e gatos. Entre elas, o tamanho e a função das câmaras que compõem o coração (átrios e ventrículos), a espessura e o movimento das paredes e das valvas cardíacas.
Sendo assim, é tão importante para diagnosticar patologias cardíacas, como as cardiomiopatias e a degeneração da valva mitral. Em todos esses casos, o diagnóstico precoce é fundamental e pode ser decisivo na decisão do tratamento.
Aqui no Center Vet contamos com equipamentos tecnológicos para o diagnóstico correto e profissionais especializados para garantir a saúde do seu amigo. Agende uma consulta conosco, ligue (18) 3916-5500.?

Já agendou seu check-up?

Assim como nós humanos fazemos check-up regularmente para cuidarmos da nossa saúde, os animais de estimação também necessitam desse cuidado.
O check-up, além de prevenir doenças, também é importante para identificar algumas enfermidades graves, já que muitas delas são silenciosas e não demonstram sinais no dia a dia.
No exame, as vacinas são colocadas em dia, já que muitas das vacinas que nossos pets precisam tomar não possuem dose única e, portanto, não podem ser tomadas apenas uma vez na vida.
Além disso, o animal passa, por uma avaliação física, para verificar o peso do animal (se está com obesidade ou com peso abaixo do normal), a saúde bucal, temperatura, hidratação, mensuração da pressão arterial, avaliação cardíaca e pulmonar, tudo isso para garantir que ele esteja saudável.
Sendo assim, levar o animal periodicamente ao médico veterinário é, portanto, a melhor garantia de que o pet terá uma vida saudável por muito tempo. Então não se esqueça de marcar o check-up do seu amigo com um veterinário de confiança!
Agende uma consulta conosco, ligue (18) 3916-5500.

Doenças comuns no inverno

O inverno é a temporada de gripe, e devemos tomar cuidados para não ficarmos resfriados. E com os pets não é diferente, eles também ficam mais propensos a certas doenças durante as estações mais geladas do ano.
Separamos algumas das doenças mais comuns dos pets, para você estar ciente e saber como agir diante desses casos:
Tosse de canil: é talvez a doença viral mais comum durante os dias frios, e é bastante contagiosa, principalmente em animais confinados em pequenos espaços. O principal sintoma dessa doença é a tosse persistente, mas outros sintomas comuns são espirros constantes e coriza no focinho.
Congelamento: nas regiões mais frias, não é tão raro encontrarmos casos de congelamento de membros em animais que ficam expostos às intempéries do clima. Um sintoma do congelamento é a pele que parece excepcionalmente pálida ou mesmo azulada.
Hipotermia: ocorre quando seu animal de estimação é exposto a baixas temperaturas por longos períodos de tempo e pode ser fatal se não for tratada imediatamente. Se você perceber que seu animal de estimação está tremendo demais ou que a pele dele está mais pálida do que o normal e fria ao toque, ele pode estar sofrendo de hipotermia.
Em todos os casos, mantenha o seu pet bem aquecido e leve-o imediatamente ao médico veterinário, que indicará qual o tipo de tratamento ideal que o pet deverá receber.
Para mais informações ligue (18) 3916-5500.

Alergia, como identificar e tratar?

Alergia, ou dermatite alérgica, é uma reação do sistema imunológico do cachorro, que atua quando ele entra em contato com alguma substância que o seu corpo “não gosta”.
A reação alérgica pode ser hereditária, assim sendo, algumas raças de cachorros são mais propensas a ela, como Lhasa Apso, Pug, Shih tzu, Poodle, Yorkshire, Bull Terrier, Bulldog Inglês e Francês, Dálmata, Golden Retriever.
Sintomas como coceira intensa, inflamação local e, por consequência, feridas e queda de pelos são os mais comuns para detectar a alergia em cachorro. Além de olhos com secreção, inflamação nos ouvidos ou cão estar se lambendo demais, também são comportamentos que podem indicar a alergia.
A aplicação de shampoos especiais, alimentação com rações específicas e deixar o cão sem contato com os elementos que causam a reação alérgica são métodos eficientes para que ele não tenha mais crises alérgicas.
Desta forma, ao identificar a possibilidade de seu cachorro estar com alergia, leve-o rapidamente ao médico veterinário para um exame e diagnóstico exato.
Para mais informações, ligue (18) 3916-5500

Cuidados básicos com filhotes de cachorro

Se você adotou ou comprou um filhote ou ainda tem intenção de fazer isso, mas está inseguro (a) sobre os cuidados, não se preocupe, preparamos umas dicas com tudo o que você precisa saber antes de receber filhotes de cachorro:
-Ensinar cachorros a fazerem as necessidades no lugar certo leva tempo, por isso tenha sempre em mãos muitos jornais, papéis-toalha e demais produtos de limpeza.
-Para ganidos e choro do filhote, utilize essências e difusores relaxantes e passe o máximo de tempo possível com o filhote, para que ele logo comece a confiar em você.
-Visite o veterinário, seja para vacinação, checkups de rotina ou para tirar alguma dúvida sobre um comportamento estranho.
-Seu cachorro não chegará em casa já sabendo como se comportar, por isso sempre utilize técnicas positivas para ensiná-lo a se comportar bem e te obedecer.
-Forneça um espaço confortável, compre uma casinha e alguns brinquedos para seu filhote.
Por mais preocupações que os cuidados com filhotes podem trazer a você, você rapidamente perceberá que toda a responsabilidade e preocupação são compensadas pela quantidade de amor que um filhote de cachorro poderá te dar.

Gato e cachorro vivendo juntos, é possível?

Você já cansou de ouvir que cães e gatos são inimigos naturais né? Quem tem esses dois pets em casa sabe como essa lenda muitas vezes é falsa! A amizade entre cães e gatos é completamente possível e saudável.
Mas por que às vezes é difícil acostumar cães e gatos juntos? Acontece que esses dois pets são muito apegados ao lar, e inserir um novo animal na casa gera uma disputa de território. Além disso, a personalidade deles também é muito diferentes: enquanto os cachorros são extremamente apegados, interessados em nos agradar, os felinos são mais independentes.
O fato é que cães e gatos, quando se encontram, podem ter reações diversas. Os cães, podem ficar curiosos e tentar cheirar os gatos para saber exatamente do que se trata. Se o gato não se assustar, isso pode ser início para uma boa amizade.
Quem tem um cão e pretende ter também um gato, ou o contrário, é bom que essa aproximação seja feita aos poucos e cuidadosamente. Gatos e cachorros podem se tornar grandes amigos, sim, e a amizade entre eles requer tempo e paciência, assim os bichinhos podem se adaptar e se respeitar cada vez mais.

Como alimentar corretamente o seu gato

Assim como qualquer animal, o gato também precisa de uma dieta balanceada para que tenha uma vida saudável.
Gatos com 1 a 6 meses de vida devem comer 4 vezes por dia; com idades entre os 6 e os 9 meses devem comer 3 vezes por dia; a partir de 1 ano de vida, podem comer apenas 1 ou 2 vezes por dia.
O tipo de ração deve ser recomendado pelo veterinário e a quantidade ministrada vai variar de acordo com o peso e a idade do bichinho. Nas embalagens de comida de gato sempre contém a idade à qual se adequa o alimento, pois gatos possuem necessidades diferentes, e a medida que vai crescendo, existe a tendência para desenvolver problemas que podem ser evitados com uma alimentação adequada.
O peixe cru, os laticínios, os doces, a carne de porco, os embutidos, fiambre, presunto e queijo curado são alguns dos alimentos principais que um gato não deve comer, pois este tipo de alimentação pode danificar a saúde do seu gatinho, por isso opte sempre por comida específica.
Os felinos gostam de ir fazendo petiscos, por isso você deve deixar comida seca disponível para que o seu gato vá comendo quando lhe apetecer. Deixe sempre alguma comida disponível seca, mas nunca em grande quantidade.

Como saber se seu pet está com dor?

Apesar de os pets não terem a capacidade de falar, através do seu comportamento eles conseguem expressar as suas emoções. Assim, separamos algumas dicas que irão te ajudar a identificar se eles estão ou não sentindo dor.
-Mudança de comportamento: pets que estão sentindo dor podem se tornar agressivos. Eles tendem a rosnar ou avançar quando abordados, ou também podem ficar tristes e deprimidos.
-Respiração pesada ou ofegante: quando eles ofegam aparentemente por nenhum motivo e esse tipo de respiração torna-se excessiva, este pode ser definitivamente um sinal de que seu cachorro está sentindo dor.
-Lambidas excessivas: é habitual que os cães sintam a necessidade de se limparem. O que não é normal é que estejam o dia todo fazendo isso de forma obsessiva.
-Falta de apetite: os pets não comem quando estão doentes ou machucados, então se eles comerem normalmente em um dia e no outro se recusam a comer, podem estar sentindo alguma dor.
Se você perceber que o seu amigo está agindo de maneira estranha e demonstrando alguns dos sinais citados, leve-o imediatamente ao médico veterinário que irá indicar em caso a caso, o tratamento necessário para que seu pet melhore, e volte a rotina com muita saúde e alegria.
Para mais informações, ligue (18) 3916-5500

Hipotireoidismo em cães

Seu cãozinho está acima do peso, sonolento e sem vontade de brincar? Fique atento! Pois esses sinais podem indicar hipotireoidismo.
Essa doença é uma disfunção da tireóide, glândula que fica no pescoço, responsável pela produção dos hormônios necessários para o desenvolvimento saudável do animal. E embora não se saiba o motivo, as raças como beagle, cocker, golden-retriever, labrador, sheepdog e doberman são as mais propensas ao desequilíbrio.
Ao notar que seu amigo já não é mais o mesmo, leve-o imediatamente ao veterinário, que poderá diagnosticar, por meio de exames, as causas prováveis e prescrever o procedimento correto.
O tratamento do hipotireoidismo é simples e consiste em reposição hormonal de remédio via oral e acompanhamento constante do veterinário. Após iniciado o tratamento, o cão já dará sinais de melhora em algumas semanas e, em breve, tudo voltará ao normal, dos aspectos físicos ao seu temperamento.
Aqui na Center Vet contamos com profissionais especializados, centro ciru?rgico moderno e equipamentos altamente tecnolo?gicos, para realizar exames eficazes e tratar o seu amigo da melhor forma possível.
Para mais informações, ligue (18) 3916-5500
#CenterVet #Atendimento24h

Catarata em cães e gatos

Se o seu pet começou a ficar com os olhos mais claros de repente, fique atento, pois ele pode estar com catarata. Infelizmente essa doença atinge tanto os humanos, quanto alguns animais.
A catarata é uma doença que deixa a lente do olho “esbranquiçada” e bloqueia a passagem da luz ocasionando dificuldade e/ou perda de visão. Este problema pode acontecer nos dois olhos ou apenas em um.
Essa condição pode aparecer em animais de qualquer idade e por vários motivos, tais como: problemas congênitos (o animal nasce com a catarata); problemas hereditários; problemas traumáticos; doença pós-inflamatória; doenças metabólicas (diabetes, por exemplo); problemas nutricionais ou idade.
No cão, as principais raças predispostas ao desenvolvimento de catarata hereditária são: Poodle, Cocker Spaniel Americano e Inglês, Schnauzer miniatura, Golden e Labrador Retriever, West Highland White Terrier e Afghan Hound.
A catarata em gatos ocorre com menos frequência e está relacionada principalmente com o envelhecimento, inflamações intra-oculares ou diabetes.
Se seu animal começou a ficar com os olhos mais opacificados ou está com perda da visão, leve-o rapidamente ao veterinário para uma avaliação oftálmica. Dependendo da sua fase, a catarata pode ter tratamento cirúrgico e seu animal pode voltar a enxergar.
Para mais informações, ligue (18) 3916-5500
#CenterVet #Atendimento24h

Como agir em caso de emergência veterinária

Emergências veterinárias podem acontecer a qualquer momento, por isso, é fundamental atitudes rápidas e precisas do tutor para salvar a vida dos pets.

Elas podem ocorrer por diversos fatores, desde brigas de rua dos animais a diferentes doenças. Nesse momento, é preciso que o dono do pet mantenha-se calmo para evitar que o animal se machuque mais ou acabe ferindo outras pessoas.

De imediato, o ideal é não medicar o animal por conta própria e sim levá-lo até um Médico Veterinário para um diagnóstico preciso. Alguns casos como falta de ar, hemorragia, parada cardíaca ou respiratória, envenenamento, afogamento, reações alérgicas, convulsões, quedas de lugares muito altos, torção gástrica e picadas por insetos e animais peçonhentos são muito graves e podem levar o animal a óbito imediatamente ou em pouco tempo, caso o animal não tenha um atendimento eficaz.

Nos casos de falta de ar, por exemplo, é fundamental providenciar ar fresco e gelado para o pet e não colocar um ventilador diretamente para o animal. Sempre procure refrescar o bichinho ao máximo enquanto o leva para um pronto socorro animal.

Já em caso de convulsões, preste atenção ao ambiente para evitar que o animal sofra algum trauma enquanto se debate com o corpo. Se a convulsão durar mais que dois minutos, use um cobertor grosso para transportar o pet e evitar mordidas.

Se a urgência for torção gástrica, hemorragia, parada cardíaca ou respiratória, envenenamento, afogamento, entre outros problemas, a única forma de salvar o pet é levando-o ao Médico Veterinário o mais rápido possível.

Aqui na Center Vet contamos com uma equipe de profissionais especializada em pronto socorro animal e equipamentos tecnológicos para tratar o seu pet com total conforto e eficiência.

Para mais informações, ligue (18) 3916-5500.

#Emergencias #CenterVet #Atendimento24h

Cirurgias ortopédicas em cães

Você sabe para que servem as cirurgias ortopédicas em cães?
Por terem bastante energia e estarem sempre mais expostos à rua, os cães são os animais mais propensos a tombos, atropelamentos, entre outros acidentes que resultam em fraturas de ossos, rupturas de ligamentos, degenerações em articulações ou músculos. Devido a isso, as cirurgias ortopédicas têm tido cada vez mais importância para aliviar as dores e preservar a vida dos pets.
As principais cirurgias ortopédicas realizadas nos cães são para Luxação de Patela, Fraturas, Ligamento Cruzado, Hérnia de Disco, Displasia Coxofemoral, entre outras. Existem algumas raças de cães mais propensas a desenvolverem esses problemas ortopédicos, como Rotweiller, Dogue Alemão, Pastor Alemão, Golden Retriever e Labrador Retriever.
Os principais sinais desses problemas, além da dificuldade de locomoção, são perda de apetite, dor ao se mover, dificuldade para levantar, deitar, urinar e defecar, evitar apoiar ou usar um membro específico do corpo ao se mexer, morder ou lamber de forma excessiva alguma parte do corpo e passar muito tempo em uma mesma posição.
O tratamento é feito após a realização de diversos exames de radiografia, tomografias, ultrassom, exames de sangue, entre outros que o Médico Veterinário solicitar. Após o fechamento do diagnóstico, é iniciado o tratamento cirúrgico para a doença ortopédica. Geralmente o animal consegue obter uma ótima recuperação e logo volta pra casa com muita saúde e alegria.
Aqui na Center Vet contamos com equipamentos altamente tecnológicos e profissionais especializados para cuidar do seu melhor amigo da melhor forma.
Para mais informações, ligue (18) 3916-5500
#CenterVet #Atendimento24h

II Simpósio Intensivet/Utivet

Nos dias 30 e 31 de março a Center Vet participou do II Simpósio Intensivet/Utivet sobre Condutas no Pronto Socorro, em Ribeirão Preto - SP.
O curso foi ministrado por especialistas titulados pelo CFMV Rodrigo Rabelo e César Ribeiro e teve como objetivo proporcionar atividades com as ferramentas necessárias para atender as principais situações de emergência na Medicina Veterinária, além de oferecer atualizações com experiências de convidados que atuam há muitos anos na área de Pronto Socorro Animal.
Durante o evento houve diversas palestras, entre elas Psicologia Organizacional e Economia Comportamental, Trauma de Crânio, Trauma de Tórax, Controle das Hemorragias Catastróficas, O Felino no Pronto Socorro, entre muitas outras.
Ficamos felizes em ter a oportunidade de marcar presença em mais um evento tão importante para aprimorar nossos conhecimentos e oferecer um atendimento cada vez melhor e completo aos nossos pacientes.
#SimpósioIntensivet #CenterVet #Atendimento24h

Alimentos perigosos: o que não posso dar ao meu cão?

Você sabia que alguns alimentos são perigosos para os animais?

É muito comum os donos de cães oferecerem as sobras do almoço e janta para os animais, por isso, é importante saber quais alimentos não são seguros para o organismo dos bichinhos e evitar uma possível intoxicação alimentar neles. Confira abaixo quais alimentos podem ser tóxicos para os cães:

-Chocolate:esse é o clássico alimento que faz mal aos cães por conter cafeína e teobromina, que prejudica o organismo do animal.
-Leite: pode provocar vômitos, diarreia e outros problemas intestinais no animal, além de deixá-lo exposto a várias bactérias e provocar problemas mais sérios.
-Queijo: assim como o leite, também pode causar vários problemas se for consumido excessivamente e provocar diarreia e vômitos nos cães.
-Abacate: as folhas, o caroço, a casca e o próprio fruto possui uma toxina chamada persina que pode provocar um efeito tóxico no organismo dos animais e deixá-los com o estômago sensível, dificuldades respiratórias, entre outros problemas.
-Bacon: por conter um alto teor de gordura, o bacon pode causar pancreatite nos cães.

Além desses alimentos, algumas substâncias como álcool, cebola e cebolinha, ameixas, pêssegos, café, chá e bebidas energéticas, amendoins, carne e peixe cru, ossos, cogumelos, doces, tomate, uvas e passas também podem ser prejudiciais para a saúde dos cães.

A quantidade suficiente para fazer mal ao animal irá depender do tamanho dele e do quanto ele ingeriu do alimento. Por isso, recomenda-se evitar ao máximo dar esses alimentos ao seu cão e mantê-los fora do alcance dele.

Para mais informações, consulte um Médico Veterinário.

#CenterVet #Atendimento24h

Limpeza de tártaro em cães

Você sabia que o tártaro é um problema muito comum nos cães e pode causar doenças graves ao animal?

Muitos donos de pets não levam os animais ao Médico Veterinário para realizar uma limpeza de tártaro por achar que não há necessidade. Porém, é muito importante lembrar que a falta de higienização bucal nos animais pode fazer com que o bichinho sofra com infecções e outras doenças sérias.

O tártaro ocorre quando há uma placa bacteriana que se forma com o acúmulo de restos de comida nos dentes do animal que não foram retirados corretamente. Essa doença também é conhecida como cálculo dentário e é muito comum na maioria dos cães, sendo a porta de entrada para outras patologias graves. Os animais de idade avançada e algumas raças específicas, como cães branquicéfalicos e de pequeno porte são mais propensas a adquirir tártaro.

A principal forma de prevenção de tártaro nos animais é a escovação dos dentes do pet diariamente. É importante lembrar que não se deve utilizar pastas de dentes humanas, pois elas podem intoxicar o animal e desenvolver gastrite, entre outros problemas. Escolha uma escova de dente embutida com dedeiras e pastas de dentes específicas para cães.

A limpeza de tártaro feita pelo Médico Veterinário também é essencial para evitar o surgimento de doenças, garantir o bem-estar do bichinho e afastar o mau hálito. Se o cão já estiver com problema de tártaro grave, o ideal é o dono levá-lo para uma consulta com o Médico Veterinário para realização de exames e verificar se há a necessidade de uma cirurgia simples de limpeza de tártaro.

Para mais informações, consulte um Médico Veterinário.

#CenterVet #Atendimento24h

Check Up: a importância dos exames de rotina

Mais importante do que oferecer uma boa ração para o seu pet, é levá-lo ao Médico Veterinário regularmente.

Devido aos avanços tecnológicos, hoje em dia os cães e gatos têm uma expectativa de vida muito mais alta do que tinham há alguns anos atrás e conseguem ter uma qualidade de vida muito melhor. Porém, é importante ressaltar que se o dono do animal não estiver atento à saúde do seu bichinho, é muito provável que algumas doenças apareçam de forma silenciosa e provoquem sérias complicações para o animal.

Existem muitas doenças que podem atingir o pet sem que o seu dono perceba, e se não forem detectadas a tempo, podem causar riscos de vida ao animal. Por isso, é essencial que o dono leve o seu bichinho para realizar exames de rotina em um Médico Veterinário. Estes exames avaliam o peso do animal, saúde bucal, temperatura do corpo, hidratação, condições cardíacas, pulmonares, entre outros exames mais aprofundados que são capazes de detectar diversas doenças.

A frequência desses exames varia de acordo com a idade e o estado de saúde do animal, mas é recomendável que o dono leve o pet para realizar um check-up ao menos anualmente. Os cães mais idosos devem realizar exames de rotina pelo menos de seis em seis meses.

Aqui na Center Vet contamos com equipamentos de alta tecnologia e laboratórios com aparelhos importados de países como Japão, Estados Unidos e Europa para fornecer exames mais precisos e seguros, além de muito mais conforto para os nossos pacientes.

Para mais informações, ligue (18) 3916-5500.

#CenterVet #ExamesDeRotina #TecnologiaDePonta #Atendimento24h

Doenças cardíacas em cães

As doenças cardíacas são um problema muito comum nos cães, principalmente em animais de idade avançada.

Essas doenças afetam o coração, que é o órgão mais importante no corpo do animal e pode ser causada por diversos fatores. Os principais sintomas das doenças do coração são dificuldade para respirar, tosse contínua, cansaço, perda de peso, falta de ar e em casos mais avançados desmaio, convulsão e aumento de volume abdominal.

O diagnóstico da doença é feito por meio de exames clínicos e complementares, como Radiografia, Eletrocardiograma, Ecocardiograma, análises sanguíneas, entre outros procedimentos que devem ser solicitados pelo Médico Veterinário.

Como alguns sintomas da doença podem passar despercebidos, é muito importante que o dono esteja sempre atento ao comportamento do animal para prevenir o surgimento ou agravamento da doença.

Além disso, também é essencial levar o pet para fazer um check-up anualmente, pois é através dos exames de rotina que Médico Veterinário confirma se está tudo bem com a saúde do animal.

O tratamento de doenças cardíacas varia de acordo com cada caso. Em alguns casos há a necessidade de uso de medicamentos e também pode ser necessário o controle da atividade física e mudança na alimentação. Em casos mais graves, há a possibilidade de internação.

Por isso, é essencial ter muita atenção ao tratamento do animal em casa, protegendo-o de situações de estresse, exercício físico em excesso, má alimentação e temperaturas muito elevadas. Também sempre procure respeitar as medicações prescritas pelo Médico Veterinário e quando tiver alguma dúvida, entre em contato com um profissional da saúde animal.

Caso você perceba em seu animal alguns dos sintomas citados no texto em seu pet, procure o Médico Veterinário imediatamente.

#DoençasCardíacas #CenterVet #Atendimento24h

Castração de gatos

A castração de gatos é um procedimento seguro e com inúmeros benefícios para a saúde do pet.

Geralmente ela é feita para evitar a procriação de filhotes e o abandono de animais, mas a cirurgia também acaba protegendo o pet de comportamentos indesejados e aparecimento de tumores. A cirurgia é uma ótima forma de manter a saúde do bichinho em dia e evitar a probabilidade de diversas doenças como FIV, FELV E PIF, muito comuns em gatos que passam muito tempo na rua.

Antes de realizar o procedimento, é necessário levar o animal a uma consulta com o Médico Veterinário para que seja examinada a idade, o histórico de saúde do bichinho, entre outras informações relevantes para identificar se há ou não alterações físicas capazes de provocar risco de complicações durante e após a cirurgia. É importante ressaltar que dependendo da idade, alguns animais precisam passar por um jejum de comida e água antes da realização da cirurgia.

Durante o período de recuperação, é recomendado que os animais usem um colar elizabetano por alguns dias para impedir que o pet morda ou arranque os pontos de incisão cirúrgica. O dono do pet deve também estar sempre de olho no animal para verificar se há presença de sangramentos, secreções ou inchaço no local da cirurgia.

O uso de analgésicos, anti-inflamatórios, curativos e até mesmo uma dieta especial deve ser estabelecida pelo Médico Veterinário de acordo com cada caso. Além dos cuidados básicos, é importante que o bichinho passe o tempo de recuperação em um ambiente tranquilo e limpo.

Em geral, a cirurgia é rápida, tranquila e muito indicada pelos profissionais de saúde animal. Os animais normalmente são liberados no mesmo dia após a cirurgia e em caso de necessidade, o Médico Veterinário irá indicar a internação.

#Castração #SaúdeAnimal #CenterVet #Atendimento24h

O que muda com a chegada da velhice em cães?

É normal que os cães envelheçam e comecem a apresentar alguns comportamentos diferentes do habitual.

Conforme o tempo passa e o animal chega à velhice, é comum algumas modificações em seu organismo e em seu próprio comportamento. O animal pode passar a ficar mais quieto, sonolento, cansado, ter mal funcionamento da visão e audição, problemas dentais e perda de peso.

Essas mudanças podem variar em cada uma das espécies de cães. Em alguns animais, também podem surgir problemas no coração, rins, problemas intestinais, artrite, alterações na pele, problemas urinários, entre outros.

Porém, existem diversas formas de ajudar nossos amigos de quatro patas a se adaptarem melhor a nova fase. A principal dica é levá-los ao Médico Veterinário para realizar diagnósticos de doenças logo no início da fase idosa. Atualmente é possível obter orientação médica para utilizar medicamentos e suplementos específicos para melhorar a saúde do animal e ajudá-lo a lidar melhor com os sintomas da velhice, além de prevenir algumas doenças.

Também é importante mudar a maneira como interagimos com os cães mais velhos, respeitando seus limites e oferecendo todo o cuidado que eles precisam, mudando a ração deles para uma ração própria para cães idosos, diminuindo o ritmo dos passeios e sempre que possível levá-lo ao Médico Veterinário para fazer os exames de rotina.

Mas o mais importante é ter muita paciência e cuidar dele com muita atenção e carinho, pois independente de sua idade, o sentimento que ele possui por seus donos nunca irá mudar. Por isso, o mínimo que podemos fazer por eles é oferecer cuidado e devolver o amor que recebemos durante toda sua vida.

Para mais informações, ligue (18) 3916-5500.

#CãesIdosos #CenterVet #Atendimento24h

Pulgas e carrapatos no verão! Como evitar?

É muito comum a proliferação de pulgas e carrapatos no verão.

Essa época do ano costuma ter as condições ideais para a reprodução de parasitas, e saber como lidar com esse tipo de problema é essencial para manter a saúde e qualidade de vida dos nossos bichinhos.

As pulgas e os carrapatos se alimentam de sangue e possuem um grande poder de locomoção, por isso são rápidos e podem se alojar em locais mais abafados e quentes, como orelhas, pescoço, barriga e a parte traseira do animal. Dentro de casa, eles podem ficar no sofá, carpete e entre espaços como móveis e piso de madeira. É muito importante estar atento (a) ao corpo do animal para verificar se não há a presença desses parasitas, pois eles podem transmitir diversas doenças tanto para o pet quando para o ser humano.

Para eliminar e evitar esses parasitas durante essa época, é importante não sair com o animal em locais que tenham grande circulação de cães e gatos, pois o contato com outros pets infestados pode ser perigoso. Dedetize o local que o pet dorme e o resto da casa com produtos anti-parasitas e utilize shampoos, sabonetes e coleiras anti-pulgas no animal.

Caso exista a suspeita da presença de pulgas ou carrapatos pelo corpo do animal, leve-o ao Médico Veterinário, pois somente o profissional saberá indicar a melhor maneira de se livrar desses parasitas. O tratamento de doenças transmitidas irá depender da sua gravidade, mas geralmente é realizado com medicamentos indicados pelo Médico Veterinário.

Aqui na Center Vet contamos com uma Farmácia 24h com diversos produtos anti-parasitas, como sprays, shampoos, coleiras, comprimidos e outros produtos que ajudam na prevenção de pulgas e carrapatos.

Para mais informações, ligue (18) 3916-5500.

#CenterVet #Atendimento24h

Como ajudar o seu cão a ficar sozinho em casa

Seu cão costuma sofrer quando fica sozinho em casa?

Esse é um problema muito comum em alguns cães e pode piorar se o pet não receber o devido tratamento.

Evite deixar coisas como brinquedos que soltam partes para evitar que ele engasgue. Tire também fios e objetos quebráveis. Desligue equipamentos eletrônicos das tomadas. O ideal é que você delimite um espaço, assim você diminui os riscos de ele se machucar.

Geralmente quando o cão sofre muito com a ausência dos seus donos dentro de casa, é comum que ele comece a latir constantemente, chorar, uivar, deixar de comer ou beber água até que o seu dono chegue em casa e pode acabar sofrendo perda de peso. Outros sintomas comuns em pets que passam por esse problema são depressão, ansiedade, urinar e defecar fora do local adequado, destruir móveis da casa, cavar locais perto da entrada e saída da casa e até mesmo se machucar e tentar escapar.

Quando esses problemas não são tratados corretamente, o animal pode acabar sofrendo complicações em sua saúde. Por isso, saber como cuidar do bichinho corretamente é fundamental para melhorar a qualidade de vida dele e sua relação com o (s) dono (os).

A dica mais importante é nunca se despedir do animal ao sair de casa. Um simples “tchau” muito afetivo pode acabar reforçando a ansiedade no bichinho, portanto o ideal é sempre partir naturalmente e seguir a sua rotina normal.

Outra dica é manter uma rotina de passeios e exercícios ao ar livre para auxiliar na prevenção da ansiedade no animal.
Para mais informações ligue 3916-5500.

#CenterVet #Atendimento24h

Insuficiência Renal

A Insuficiência Renal é um problema muito comum em grande parte dos animais, principalmente em pets mais idosos.

Geralmente essa doença surge devido a problemas nos rins e os motivos são diversos, vindo desde problemas de má formação congênita de órgãos a presença de cálculos que obstruam o fluxo da urina.

Os principais sintomas da doença são perda de peso, aumento da sede, aumento do volume da urina, diminuição do apetite, diarreia, vômito, queda dos pelos, lentidão, fraqueza e urina com sangue. Os animais idosos e com problemas do coração podem sofrer esses sintomas com maior intensidade.

O diagnóstico é feito por meio da realização de exames de sangue, exames de urina e de imagem, como o ultrassom. Através desses exames é possível determinar se a doença renal está presente e verificar qual a causa e a gravidade do quadro.

O tratamento irá depender de cada caso, mas geralmente são indicados medicamentos orais específicos que ajudam a repor as proteínas no corpo do animal. Em casos mais graves é possível realizar cirurgias. O Médico Veterinário também pode recomendar o uso de rações terapêuticas e outros tratamentos específicos.

Por ser uma doença ligada a fatores genéticos, mesmo oferecendo uma alimentação e cuidados adequados, o pet ainda pode desenvolver a Insuficiência Renal. Para evitar esse tipo de problema, o ideal é levar o pet ao Médico Veterinário para realizar exames de rotina sempre que possível, pois quanto mais cedo a doença for diagnosticada, maiores são as chances de cura.

Aqui na Center Vet tratamos diversos animais que sofrem com doenças renais e realizamos todos os exames necessários para verificar as causas da doença e planejar o tratamento adequado para o pet.

Para mais informações ligue 3916-5500.

#CenterVet #Atendimento24h

Benefícios de se ter um gato

Você sabia que ter um (a) gatinho (a) em casa pode lhe trazer inúmeros benefícios?

Os felinos são ótimas companhias para os seres humanos e ao adotar um bichinho você não só ganha um amigo fiel para todas as horas, mas também pode reduzir muitos problemas de saúde, como depressão e ansiedade. Confira nesse post alguns dos benefícios em adotar um gato:

-Os felinos são higiênicos e não lhe darão muito trabalho com limpeza. Eles mesmo se encarregam dessa tarefa!
-Eles são carinhosos, fiéis e expressam o carinho por você de um jeito único. E o melhor, não esperam nada em troca.
-Eles são independentes e fazem sozinhos suas necessidades. Ou seja, você não precisará levá-lo para passear para que ele faça suas necessidades, basta oferecer uma caixa de areia limpa.
-Eles se adaptam a espaços pequenos e não precisam de muito espaço para brincar.
-Eles também são independentes, então se você trabalha muito e não passa muito tempo em casa esse não será um problema para o bichano.
-Os gatos contribuem para a nossa saúde mental e nos ajudam a relaxar, reduzindo o estresse, ansiedade e diversos outros tipos de problemas de saúde.
-Se houver crianças e idosos na casa, o bichinho será uma ótima companhia, principalmente se você adotar um desde filhote.

Como podemos perceber, há uma infinidade de benefícios em ter um (a) gatinho (a) em casa. Então se você está pensando em adotar um bichano, não tenha mais dúvidas de que você terá uma companhia incrível todos os dias e um amigão para todas as horas!

E se você já tem um (a) gatinho (a) em casa, comente aqui com a foto dele (a) pra gente conhecê-lo (a)!

#Gatos #CenterVet #Atendimento24horas

Convênio para cães e gatos

Que tal fazer um convênio para quem você mais ama?

Na Center Vet, o seu pet pode contar com todos os serviços da Clínica a qualquer momento com praticidade, economia e sem limites de consulta. Além disso, com o convênio há descontos em banho e tosa e seu amigo realiza exames, vacinas, cirurgias e internação em laboratórios com aparelhos altamente seguros e tecnológicos.

Invista na saúde de quem você ama e evite problemas no futuro. Seu bichinho merece receber todo o cuidado de uma equipe médica comprometida e pronta para atendê-lo com total amor e carinho sempre que ele precisar!

Faça já o convênio para o seu pet. (18) 3916 5500.

#Convênio #CenterVet #Atendimento24h

Hipertermia em cães

Os dias quentes de verão também costumam ser um problema para a saúde dos nossos amigos de quatro patas. E um desses maiores problemas é a Hipertermia, uma condição que provoca o aumento excessivo da temperatura corporal nos cães.

Ao contrário dos seres humanos, os pets não possuem glândulas sudoríparas, que são as responsáveis por manter a nossa temperatura corporal regulada. Por isso, quando há muito calor, o animal acaba ficando exposto a temperaturas muito altas, podendo sofrer de Hipertermia.

Os principais sintomas de Hipertermia no pet são salivação excessiva, língua e parte interna das orelhas muito vermelhas, fraqueza, andar cambaleante, vômitos e diarreia, convulsões e perda de consciência. Vale ressaltar que algumas raças de cães podem apresentar esses sintomas de forma mais intensa, como animais obesos e idosos e raças com focinho achatado (braquicefálicas), como Pugs, Buldogues e Shih Tzus.

Para evitar esse tipo de problema no animal, é muito importante que o dono saiba quais são os cuidados de prevenção que devem ser feitos. Por isso, se o cão apresentar alguns destes sintomas, lembre-se de tirá-lo do local da situação de calor, colocá-lo em uma toalha molhada e mantê-la úmida para diminuir a temperatura corpórea, oferecer água fresca a ele e levá-lo imediatamente ao Médico Veterinário.

Para prevenir a Hipertermia, dê banhos frequentes ao pet para que ele se refresque, ofereça água fresca para mantê-lo hidratado, mantenha o local de descanso dele sempre às sombras e quando for caminhar com o animal opte por sair em horários com temperaturas mais baixas, pela manhã ou final da tarde.

Não se esqueça também de tomar cuidado ao deixar o pet dentro do carro, mesmo que por pouco tempo. A temperatura pode subir em poucos minutos e pode causar sérias complicações para a saúde do animal.

Para mais informações ligue (18) 3916-5500.

Cuidados ao passear no calor

Assim como os humanos, os pets também costumam sofrer durante os dias quentes de verão. Isso acontece porque nos animais há a ausência das glândulas sudoríparas que provocam a transpiração nos seres humanos, amenizando o calor. Por isso, ao passear com o pet no verão, é necessário ter alguns cuidados especiais para garantir a saúde do bichinho. Confira algumas dicas importantes que separamos para a hora do passeio:

-Evite passeios em horários que o sol está mais forte. Opte por passeios antes das 10h ou após as 16h.

-Não se esqueça de oferecer água para o pet durante o passeio. A hidratação é fundamental principalmente nos dias mais quentes.

-Escolha sempre levar o animal para caminhar em locais mais frescos e com mais sombras.

-Não exagere na duração do passeio. Se perceber que o animal está cansado, respeite seu limite e deixe-o descansar.

-Fique atento (a) com a temperatura do chão para evitar que o pet machuque as patas.

-Tome cuidado com banhos muito gelados após o passeio. Se for dar um banho no pet, espere um tempo até a temperatura do corpo do animal se estabilizar.

Com esses cuidados o bichinho aproveitará o passeio com saúde e conforto, além de poder se exercitar e socializar com outros pets, evitando problemas como estresse e ansiedade.

Para ter um passeio mais seguro, não se esqueça também de colocar uma coleira no animal com uma placa de identificação com o nome do dono do pet e telefone para contato. Bom passeio!

Para mais informações, ligue (18) 3916-5500.

Alimentação fim de ano

Nessa época de final de ano a atenção com a alimentação dos pets deve ser redobrada. O principal motivo é que o número de casos de intoxicação alimentar nos animais durante esse período costuma aumentar, já que no Natal e Ano Novo as famílias se reúnem para as comemorações e os bichinhos as vezes acabam ingerindo alimentos de consumo humano.

Por isso, a principal dica para evitar complicações na saúde do animal durante esse período é orientar os convidados a não oferecerem os alimentos da ceia para os pets, principalmente carnes e doces.

Também é importante ressaltar que os convidados podem esquecer seus copos com bebidas alcoólicas em lugares de fácil acesso para o animal, portanto, é importante que o dono fique sempre atento, principalmente porque o álcool é altamente perigoso para o organismo do cão e do gato, podendo causar náuseas, vômitos e problemas respiratórios neles.

O ideal é sempre separar alguns petiscos próprios para os bichinhos nas noites das festas. Existem diversos produtos específicos para os animais com ingredientes próprios para eles, como panetones e chocolates para pets. Dessa forma, eles não passarão vontade das comidas da ceia e ficarão de barriga cheia. Fique de olho também para que os convidados não ofereçam petiscos para os bichinhos.

Caso ocorra algum acidente com intoxicação alimentar, leve o pet ao Médico Veterinário imediatamente.

Para mais informações ligue (18) 3916-5500.

Coceira no ouvido.

Seu pet tem o costume de coçar e sacudir o ouvido a todo momento? Esse hábito pode ser um sinal de que o animal esteja com alguma doença de fungos, bactérias ou vírus no ouvido. Os principais sinais de que o bichinho está com algum tipo de problema no ouvido é a coceira frequente, vermelhidão e sensibilidade na região das orelhas.

Essa inflamação costuma aparecer com bastante frequência nos animais, principalmente em cães com as orelhas grandes e que ficam mais “abafadas”, com maior predisposição para a umidade, que é o ambiente ideal para o crescimento de parasitas. As outras raças de animais com orelhas menores também podem apresentar infecções no ouvido, mas é mais comum que o problema se desenvolva através de outros problemas como alergias de pele, por exemplo.

Por isso, é importante ressaltar que qualquer cão ou gato está propenso a desenvolver uma doença de ouvido. A principal forma de prevenir este tipo de problema é realizando os cuidados de higiene e limpeza constantemente no animal, evitando a proliferação de parasitas na região das orelhas. Outra dica é nunca deixar que entre água dos ouvidos do pet, principalmente durante o banho. Caso isso acontecer, seque bem a região para evitar umidade.

O tratamento de doenças de ouvido varia de acordo com o tipo de problema, mas geralmente é feito com uso de medicamentos de uso tópico dos ouvidos.

É muito importante que o dono leve o animal a uma consulta médica para realizar um diagnóstico, pois somente através dos resultados dos exames o Médico Veterinário saberá qual o tipo de tratamento que o pet deverá receber.

Para mais informações ligue (18) 3916-5500.

Qual é a hora certa do vermífugo?

Saber a hora certa de vermifugar o pet é fundamental para mantê-lo feliz e com uma boa qualidade de vida. A vermifugação é essencial para garantir uma vida saudável para o animal, pois assim como os seres humanos, os pets também estão vulneráveis aos vermes e as diversas doenças causadas por eles. Por isso, todo dono (a) de pet deve estar atento (a) sobre a hora certa de vermifugar o seu cão ou gato. Neste post vamos esclarecer algumas dúvidas frequentes sobre a vermifugação de pets.

Para prevenir doenças causadas por vermes, os cães devem ser vermifugados a partir dos seus 30 primeiros dias de vida, e a dose deve ser repetida 20 dias depois. Nos gatos, o processo de vermifugação é iniciado no mesmo período que os cães, porém, as doses felinas continuam com intervalos de três a quatro meses, pois os gatos destacam uma propensão maior a se contaminar com vermes.

Após essas doses iniciais, a frequência com que o pet deverá ser vermifugado varia de acordo com o peso, a saúde e a rotina de cada animal. Por isso, é fundamental levar o bichinho para uma consulta ao Médico Veterinário, pois somente um profissional saberá analisar as necessidades do animal e indicar o melhor vermífugo.

Vale lembrar que a vermifugação excessiva pode causar intoxicações sérias no animal. Cães e gatos consomem substâncias diferentes, portanto, o uso do vermífugo errado pode causar problemas graves.

O ideal é levar o pet a uma consulta com um Médico Veterinário e conversar com o profissional para receber todas as orientações necessárias.

Para mais informações ligue (18) 3916-5500.


Saúde dos olhos

Você sabia que nossos amigos de quatro patas também sofrem com problemas de visão? Assim como nós, os pets também podem ter problemas nos olhos e seus donos devem estar atentos a isso.

Se você tem um pet, é muito importante que fique de olho em seu bichinho, pois uma secreção nos olhos com cor diferente pode ser um sinal de doença oftalmológica ou uma infecção que pode se agravar com o tempo. Uma secreção de cor amarelada, grossa e densa, ou até mesmo uma secreção transparente e em grande quantidade podem ser sinais de doenças e o ideal é levar o bichinho imediatamente ao Médico Veterinário para tratar o problema e evitar possíveis complicações nos olhos do animal.

Para manter a saúde dos olhos do bichinho é importante sempre realizar uma limpeza ao redor dos olhos dele, removendo as famosas “remelas”, que são produzidas naturalmente pelo próprio organismo do animal.

Não se esqueça também de cortar os pelos em volta dos olhos do bichinho e evitar o vento direto nos olhos dele, pois podem provocar irritações e lesões graves por perfurações de objetos maiores. Outra dica importante é evitar administrar remédios sem a supervisão e recomendação de um Médico Veterinário, pois um mau uso de colírio pode piorar a saúde dos olhos do animal.

E por último, a principal forma de evitar esse tipo de problema é levando o pet para realizar exames oftalmológicos regularmente. Somente um profissional da saúde saberá analisar o estado de saúde dos olhos do bichinho e confirmar se está tudo bem.

Para mais informações, ligue (18) 3916-5500.

Center Vet tem: Farmácia 24h

A saúde do seu bichinho é a nossa prioridade!

Por isso, a Center Vet conta com uma Farmácia 24h completa e com uma variedade de produtos para garantir a saúde e o bem-estar do seu melhor amigo.

Em nossa Farmácia 24h você encontra medicamentos, xampus, sprays, sabonetes e coleiras anti-parasitas que auxiliam no combate a pulgas e carrapatos no animal, além de muitos outros produtos higiênicos que ajudam a tratar diversos problemas e a melhorar a qualidade de vida do seu pet.

Conte com a gente em qualquer momento!

Para mais informações, ligue (18) 3916-5500.

Cuidados na época de calor

O verão está chegando, e com ele voltam os dias mais quentes e longos. E os pets também sofrem com o calor excessivo durante essa temporada. É comum ocorrer problemas como desidratação, queimaduras solares, machucados nas patas e choque térmico nos animais.

Por isso, as altas temperaturas pedem algumas adaptações e cuidados para que nossos amigos de pata possam manter a qualidade de vida e aproveitar o calor de forma segura e agradável. Confira algumas dicas importantes que separamos para você proteger o seu pet dos dias mais quentes:

-Mantenha seu pet bem hidratado durante o dia. Ofereça sempre água fresca para ele beber quando estiver com vontade.
-Evite passear com o seu pet nos horários mais quentes, principalmente entre as 10h e 15h. Quando sair, prefira locais com mais sombras e gramas.
- Tenha cuidado para não fazer com que o animal se exercite demais nos dias de calor excessivo. Faça pausas durante os exercícios e ofereça água durante essas pausas.
- Nunca deixe o seu pet sozinho no carro, nem por 5 minutos e com a janela aberta. A temperatura do carro pode subir e o animal pode sofrer sérias complicações.
- Dê banho regulares no bichinho, mas com responsabilidade. Evite o choque térmico controlando a temperatura da água e não exagere na frequência dos banhos, pois o excesso de xampu pode irritar a pele do animal.
- Tenha cuidado com pulgas e carrapatos, esses parasitas são comuns no verão. Há diversos produtos anti-parasitas ideais para estes casos.

Seguindo essas orientações o seu melhor amigo poderá aproveitar o verão de um jeito muito mais agradável e com segurança, além de ter muito mais qualidade de vida.

E não se esqueça de ficar de olho aos sinais de cansaço e desconforto no animal. Se perceber que ele está com comportamento diferente, leve-o ao Médico Veterinário.

Para mais informações, ligue (18) 3916-5500


06 Motivos Para Você Ter Um Cachorro

Quem possui um cãozinho em casa sabe a alegria que esses bichinhos trazem para o nosso dia a dia.
Os cães são seres totalmente leais, eles conseguem perceber quando não estamos bem e fazem questão da nossa companhia. Não é por acaso que esses bichinhos ganharam ao longo do tempo o título de melhores amigos do homem. Por isso, vamos falar neste post 06 motivos para você ter um cãozinho em casa. Confira:
-Um cão te ajuda a cuidar da segurança do seu lar e sempre te espera ansioso a chegar em casa.
-Eles são ótimas companhias para as crianças, especialmente para os bebês. Convivendo com um cão as crianças aprendem a respeitar os animais e a serem mais solidárias.
-Eles também são uma ótima companhia a qualquer momento. Não importa a hora, eles sempre estarão ao seu lado dispostos a te abraçar e a lhe dar muito carinho.
- Eles também te ajudam a fazer atividades físicas e a levar uma vida melhor. Os cães precisam de passeios diários, e ao levar o seu pet para passear você também pode se exercitar e cuidar da saúde.
-Ter um pet também te ajuda a aprender lições valiosas, como ser mais responsável e aprender a cuidar do próximo.
-E por último, mas não menos importante: com uma companhia pet você nunca vai estar sozinho.
Em outras palavras, os cães nos amam incondicionalmente! Eles não se importam com bens materiais, com a nossa aparência ou se nós os compreendemos. Os cães já nascem sabendo amar e estão sempre dispostos a fazer o nosso dia melhor. Por isso, não há nada no mundo que pague a companhia de um cão em nossa vida.

Raio-X Digital

O Raio-X Digital é um exame de imagem que ajuda a diagnosticar e tratar diversos tipos de doenças em cães e gatos. A Center Vet é a primeira e única clínica de Presidente Prudente que possui o equipamento de Raio-X Digital com tecnologia de ponta para realizar o exame nos pets. O exame é feito por uma equipe de profissionais especializada para realizar o diagnóstico no animal.

Além disso, o exame de Raio-X Digital é totalmente rápido, não invasivo e indolor, com a capacidade de analisar toda a anatomia e o funcionamento do organismo do animal de maneira ampla e eficaz. Dessa forma, o Médico Veterinário consegue obter mais informações a respeito da saúde do animal e os resultados dos exames são mais eficientes, promovendo maiores chances de cura nos tratamentos.

Para mais informações sobre este exame e outros realizados na Center Vet, ligue (18) 3916-5500.

A importância da castração de cães

Você sabia que a castração pode trazer inúmeros benefícios para o seu pet? A cirurgia é totalmente segura e ajuda a reduzir os riscos de diversos problemas de saúde nos animais, além de melhorar a qualidade de vida e reduzir o número de animais abandonados nas ruas.

Nas fêmeas, a castração antes do primeiro cio ajuda a diminuir os riscos de desenvolver câncer de mama e doenças no útero, principalmente da piometra, doença que costuma atingir quase 60% das cadelas. Além disso, a cirurgia ajuda a eliminar a gravidez psicológica, que causa estresse e irritabilidade em cadelas e gatas.

Nos machos, a castração ajuda a evitar o aumento da próstata, chamada de hiperplasia da próstata, evita o surgimento de tumores nos testículos, diminui em praticamente 90% o problema do trato urinário, causado pela irritação da mucosa na bexiga e uretra, e, além disso, ajuda a evitar a fuga dos pets para ir atrás de fêmeas no cio, pois os animais costumam ficar mais tranquilos e calmos.

Outro aspecto importante é que a cirurgia, ao contrário do que algumas pessoas pensam, não faz com que o animal engorde. O que acontece é que alguns pets reduzem a atividade física, e podem acabar ganhando peso. Por isso, é fundamental ficar de olho no animal e não deixar de exercitá-lo, além de oferecer uma boa alimentação.

Em geral, a castração é uma ótima forma de prevenir doenças e aumentar a qualidade e longevidade de vida do animal. Consulte um Médico Veterinário para receber as orientações necessárias e confirmar a necessidade da cirurgia em seu pet.

Para mais informações, ligue (18) 3916-5500.

Principais doenças dos gatos

As principais doenças dos gatos são a Leucemia Felina (FELV), Imunodeficiência Felina (FIV) e a Peritonite Infecciosa Felina (PIF).

A FIV (Imunideficiência felina) é transmitida pelo contato com saliva, sangue e secreções de outros gatos infectados. Ela é encontrada principalmente em machos e para evitá-la é fundamental tomar cuidado com os comedouros, bebedouros e caixas de areia, já que os felinos ficam expostos à doença quando entram em contato com secreções e excrementos de outros gatos. Os principais sintomas da doença são febre, gripe, diarreia, perda de peso, insuficiência renais e feridas na boca. Ainda não existe uma vacina contra o vírus da FIV, mas o animal infectado pode ser tratado com medicamentos indicados pelo Médico Veterinário.

A PIF (Periotonite Infecciosa Felina) também é causada por um vírus e sua incidência é mais frequente em gatos com o sistema imunológico enfraquecido, na maioria filhotes e gatos mais velhos. Sua transmissão ocorre na gestação ou pela amamentação, já que o vírus é transmitido pela mãe, e também através da contaminação a partir do contato de um gato saudável com fezes de um gato portador da doença. Os sintomas da doença aparecem de diversas formas, entre elas podem surgir líquidos na barriga (abdômen ou tórax) devido a um processo inflamatório dos vasos, febre, pelagem diferente e perda de apetite. Ainda não há vacina no Brasil que possa ser usada contra a PIF, e o gatinho é tratado com medicamentos indicados pelo Médico Veterinário.

A FELV (Leucemia Felina) é transmitida através do contato com outros gatos em diferentes situações, como amamentação e por meio de secreções como salivas, fezes e urina. Os principais sintomas da doença são alterações comportamentais, problemas na gengiva, febre e anemia. A doença pode ser evitada por meio de vacina com quíntupla e os animais vacinados podem conviver com outros gatos tranquilamente.

Para evitar o surgimento dessas doenças é essencial estar sempre de olho no comportamento do pet e levá-lo ao Médico Veterinário para realizar um check up anualmente. Realizar diagnósticos precoces também ajuda no tratamento das doenças e melhora a qualidade de vida do animal.

A Center Vet conta com equipamentos de última geração, próprios para auxiliar o diagnóstico e facilitar o tratamento dessas doenças.


Outubro Rosa Pet

O Outubro Rosa Pet tem como objetivo conscientizar os donos de cães e gatos sobre a importância da prevenção e diagnóstico contra o câncer de mama nos pets.

Essa doença ainda é a mais comum em idade avançada e sua causa ainda não tem uma origem única, mas alguns fatores podem aumentar a chance do surgimento da doença, como a má alimentação, predisposição genética e uso de meios contraceptivos em fêmeas não castradas.

Os principais sintomas da doença são dores, inchaço, presença de secreções e caroços na região das mamas ou próximo a elas. É comum que ela fique se lambendo e chore de dor.

O tratamento do câncer de mama depende de cada caso, mas normalmente é feito com medicamentos, cirurgia e/ou quimioterapia. Quanto mais cedo o tumor for diagnosticado, maiores são as chances de cura.

Por isso, é muito importante levar seus pets ao Médico Veterinário para realizar um check-up. Outra dica é massagear o corpo do animal para verificar se não há carocinhos ou se ele está sentindo alguma dor pelo corpo.

A Center Vet reforça a importância do diagnóstico precoce e apoia a Campanha Outubro Rosa Pet.

Para mais informações, ligue (18) 3916-5500.


Doenças oftalmológicas

A região dos olhos costuma ser muito sensível para os seres humanos, e isso não é diferente com os pets. Assim como nós, eles também estão suscetíveis a diversas doenças oculares. Geralmente, as doenças oftalmológicas que mais infectam os cães são: Conjuntivite, Ceratoconjuntivite Seca (olho seco), Glaucoma, Catarata, Ceratite.

O surgimento dessas doenças no animal pode ter diferentes causas, já que algumas raças possuem maior predisposição a doenças oculares, como o pug e sharpei. Mas a falta de higiene na região do olho e problemas relacionados às pálpebras, cílios, córneas e contato com bactérias e vírus também podem aumentar os riscos de doenças oftalmológicas.

Por isso, é fundamental adquirir o hábito de verificar os olhos do animal com frequência. Se os olhos do cão apresentar secreção, vermelhidão, manchas e ele se coçar excessivamente, sinal de que há algo errado, e o ideal é levá-lo ao Médico Veterinário. As doenças oftalmológicas quando são tratadas de forma incorreta ou são tratadas tardiamente podem causar sérias complicações no animal, como a cegueira.

Para evitar esse tipo de problema no seu pet, é essencial cuidar dos olhos do cão, passando uma gaze limpa e soro fisiológico para remover as sujeiras. Lembre-se também de estar atento ao comportamento do bichinho e de levá-lo regularmente ao Médico Veterinário para fazer um check-up.

Para mais informações, ligue (18) 3916-5500.

É possível controlar a queda de pelos?

É comum a queda dos pelos dos animais, principalmente em determinados períodos do ano. Mas, quando essa queda de pelos torna-se excessiva deve-se trata-la de forma adequada.

Existem vários motivos para a queda de pelo nos pets. Essa queda pode estar associada a uma má alimentação, doenças de pele, altas temperaturas, estresse, entre outros fatores.

No caso das altas temperaturas com a chegada da primavera e verão, é comum que ocorra a queda de pelos, já que o corpo do animal começa a se preparar para uma mudança de período.

Mas, quando essa queda já acontece há mais tempo e com sinais estranhos na pele do bichinho, é preciso ficar atento, pois podem ser sinais de doenças de pele, sarnas, alergias, entre outros motivos. Nesse caso, o correto é levar o animal a um Médico Veterinário para realizar um exame.

Caso ocorra apenas uma queda de pelo comum, existem algumas dicas que ajudam a controlá-la. Por exemplo, dê banhos frequentes no pet - o ideal é de 15 em 15 dias, e faça sempre uma escovação no pelo do animal para eliminar os fios mortos.

Também é possível conversar com o Médico Veterinário e pedir orientações sobre suplementos nutricionais e medicamentos tópicos que auxiliam no controle da queda dos pelos.

E, por incrível que pareça, passear e brincar com o animal também ajuda a evitar a queda de pelos, já que diminui problemas como estresse e ansiedade no pet.

Para mais informações, ligue (18) 3916-5500

Eletrocardiograma

A Medicina Veterinária tem melhorado muito nos últimos anos graças ao avanço tecnológico. Devido a isso, os cães e gatos estão vivendo cada vez mais, e quando chegam a uma certa idade é comum que apresentem problemas cardíacos.

Os principais sintomas de que o pet pode estar com algum tipo de doença cardíaca são tosse seca, cansaço excessivo, língua arroxeada, perda de peso, falta de ar, desmaio ou convulsão. Esses sinais podem muitas vezes passar despercebidos pelo dono do pet, portanto, é fundamental estar sempre atento ao comportamento do bichinho.

O diagnóstico de doenças cardíacas é feito através do Eletrocardiograma, um exame que permite uma análise profunda da atividade cardíaca do pet, fornecendo informações importantes ao Médico Veterinário sobre o estado de saúde do coração do animal.

Com as informações obtidas através do exame, torna-se muito mais fácil controlar e tratar as doenças cardíacas e sistêmicas. Além disso, o exame de Eletrocardiograma é indolor, não-invasivo e é realizado com facilidade e rapidez.

A Center Vet é a única clínica veterinária da cidade que conta com um equipamento altamente tecnológico e uma equipe especializada para a realização do exame de Eletrocardiograma.

Caso você perceba em seu animal alguns dos sintomas citados no texto, procure o Médico Veterinário imediatamente.

X Simpósio Nacional Agener Pet

Nos dias 22 e 23 de setembro a Center Vet marcou presença no X Simpósio Nacional Agener Pet, realizado em São Paulo. O evento teve como foco assuntos relevantes à Medicina Veterinária, como Abordagem do paciente Geriatra, Distúrbios Cognitivos, Doenças Infecciosas em cães e gatos, entre outros. O palestrante foi o Prof Dr. Hélio Autran de Moraes, Professor Titular do Department Of Clinical Sciences e Diretor do Hospital Veterinário da Oregon State University.

O palestrante Prof Dr. Hélio Autran de Moraes é graduado em Medicina Veterinária pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, possui especialização em Residência Em Medicina Interna pelo Ohio State University, especialização em Ciências Fisiológicas pela Universidade Estadual de Londrina, especialização em Residência Em Cardiologia pelo Ohio State University, mestrado em Medicina Veterinária pela Universidade Federal de Santa Maria e doutorado em Ciências Clínicas Veterinárias pelo Ohio State University.

A Center Vet se orgulha em poder participar de mais um evento com foco em aprimoramento profissional. Nossa missão é cuidar dos animais com muito amor e carinho e oferecer a eles uma qualidade de vida cada vez melhor, buscando sempre mais conhecimento e novidades nessa área tão nobre da Medicina Veterinária.

#CenterVet #Atendimento24h

Infecção de trato urinário e respiratório

Os cães e gatos, assim como os seres humanos, também podem ser vítimas de uma infinidade de doenças, entre elas a infecção de trato urinário e respiratório.
A infecção urinária é causada pela entrada de um microorganismo como as bactérias através da uretra, se alojando na bexiga ou na própria uretra do pet, podendo subir para o trato urinário provocando complicações na saúde do animal.
Os sintomas mais comuns de infecção urinária no pet são presença de sangue na urina, esforço para urinar, urinar com maior frequência e em menor quantidade, mau cheiro na urina, febre, perda de apetite, irritação e inflamação e no caso das fêmeas corrimento.
Já no caso de infecção respiratória, o animal normalmente apresenta dificuldade para respirar, respiração superficial e rápida, temperatura corporal elevada, espirros, tosse, corrimento nasal, perda de apetite e em alguns casos vômito.
O diagnóstico das infecções urinárias e respiratórias é feito através de exames clínicos, e o tratamento pode ser feito com medicamentos indicados pelo Médico Veterinário, e em casos mais graves com cirurgias. Para evitar o surgimento dessas doenças é fundamental manter os pets com as vacinas em dia e oferecer uma alimentação saudável.
Se não forem tratadas a tempo, as infecções urinárias e respiratórias podem agravar-se e causar sérias complicações para o bichinho.
Por isso, se perceber algo estranho no seu pet, leve-o imediatamente ao Médico Veterinário. Somente o profissional da saúde saberá indicar o tratamento adequado ao animal.
#CenterVet #Atendimento24h

Suplementos alimentares

Você sabe da importância dos suplementos para os pets e quando eles devem ser utilizados?

Os suplementos para animais têm tido cada vez mais importância para manter a saúde e longevidade de vida dos bichinhos, principalmente para aqueles doentes ou com idade avançada.

Mas antes de comprá-los, é essencial saber quando eles devem ser utilizados e quais as suas principais funções.
Existem diversos tipos de suplementos, mas todos servem para suplementar a alimentação dos pets e mantê-los mais fortes e saudáveis.

Esses suplementos devem ser tomados pelos bichinhos quando há carência de alguma vitamina, proteína, mineral, aminoácido ou quando estão em alguma fase difícil, por exemplo, em casos de velhice ou necessidades específicas por causa de alguma doença.

Existem diversos tipos de suplementos, como por exemplo suplementos para articulações, geralmente feitos para cães de raça grande que costumam sofrer mais com esse tipo de problema, suplementos para a saúde dos pelos que podem ser tomados por animais com queda de pelo, sarnas ou alergia, para melhorar o sistema imunológico e ajudar a prevenir doenças, para pets filhotes, gestantes, anêmicos e vários outros tipos de suplementos alimentares para diferentes patologias e condições.

É importante lembrar que os suplementos nunca devem ser oferecidos ao animal sem que ele necessite, pois isso pode sobrecarregar seu organismo e ser prejudicial à sua saúde. Os suplementos devem ser consumidos pelo pet com orientação e acompanhamento do Médico Veterinário.

Para mais informações, ligue (18) 3916-5500.


Como eliminar as pulgas?

Uma grande preocupação dos donos de pets é como se livrar das pulgas.

As pulgas são parasitas que costumam se proliferar em ambientes como gramados e jardins e conseguem sobreviver facilmente em qualquer local, seja dentro ou fora de casa. Além disso, esses parasitas podem transmitir doenças para os animais, como dermatite, verminoses, anemia e estresse.

Os principais sintomas da presença de pulgas nos animais é coceira frequente, vermelhidão na pele e feridas pelo corpo. Por isso é fundamental checar sempre o corpo do animal e estar atento ao seu comportamento, além de ficar de olho no ambiente que o animal vive e frequenta, principalmente se ele tem o costume de dar aquelas “fugidinhas” sozinho de vez em quando para passear.

Para eliminar esses parasitas de uma vez por todas do ambiente e evitar possíveis doenças no animal, é fundamental dedetizar o local que o pet vive e todo o resto da casa. Outra forma de prevenção é utilizar shampoos, sabonetes e coleiras anti-pulgas no animal.

O tratamento de doenças causadas por esses parasitas depende da gravidade de cada caso, mas geralmente é tratado com medicamentos indicados pelo Médico Veterinário.
Aqui na Center Vet contamos com uma Farmácia 24h com sprays, shampoos, coleiras anti-parasitas e vários outros produtos que ajudam na prevenção de pulgas.

Para mais informações, ligue (18) 3916-5500.

Tecnologia Avançada

A tecnologia tem sido cada vez mais importante no tratamento e cuidado com os animais.
Por isso, a Center Vet é referência em toda a região de Presidente Prudente e conta com aparelhos altamente tecnológicos importados do Japão, Estados Unidos e Europa para a realização de exames de diagnóstico e tratamentos dos animais.
Todos nossos exames e tratamentos são feitos por uma equipe especializada e treinada para cuidar dos pets a qualquer momento, oferecendo mais conforto e bem-estar aos bichinhos.
Realizamos todos os tipos de exames laboratoriais como hemograma, funções renais e hepáticas, exames hormonais, parasitológicos, exames de urina, colesterol, exames de imagens como ultrassonografia, Raio-X Digital, Eletrocardiografia, Ecodopplercardiograma para diagnósticos cardiológicos, entre outros.
Venha nos fazer uma visita e conhecer nosso espaço e tipos de exames realizados!
Para mais informações, ligue (18) 3916-5500.

1° Simpósio Agener Pet de Oncologia

Nos dias 04 e 05 de Agosto a Center Vet participou do 1° Simpósio Agener Pet de Oncologia que aconteceu em Ribeirão Preto (SP).

O evento trouxe muito aprendizado na área da Oncologia Veterinária para agregarmos no atendimento aos pets e melhorarmos cada vez mais a qualidade de vida dos animais.

A Center Vet esteve presente no evento representada pelos Médicos Veterinários Dr. Fabiano Kogi Teranisi e Dr. Guilherme Malvezi. Também participaram do evento Supervisores do Laboratório Agener, Professores e Doutores de Oncologia da Faculdade de Jaboticabal (Unesp), o Coordenador de Negócios Pet Wallace Grecco de Almeida, a Coordenadora de Propaganda Jaqueline Soranso Fiochi, e os palestrantes especialistas na área da Oncologia Andrigo Barbosa De Nardi, Jorge Luiz Costa de Castro, Rodrigo Ubukata, Paulo César Jarke Karen Batschinski.

Temos orgulho de contar com uma equipe de profissionais competentes que estão sempre em busca de aperfeiçoamento e novidades nas mais diversas áreas da Medicina Veterinária.

Parabéns Presidente Prudente

Hoje nossa cidade completa 101 anos! Parabéns Presidente Prudente por ser essa cidade maravilhosa e nos dar o melhor lugar para vivermos!

#PresidentePrudente101Anos #CenterVet #Atendimento24h

Dicas e Cuidados com cães peludos.

Quem possui um cãozinho muito peludo em casa sabe da importância de cuidar dos pelos do animal,mantendo-o sempre limpo.

Por isso, neste post vamos dar algumas dicas de cuidados básicos com os pelos dos animais para quem tem um pet peludo em casa ou quem ainda pretende ter.

Mas antes, é preciso lembrar que cuidar dos pelos dos animais não é apenas uma questão estética, pois o pelo também cumpre uma função fundamental na vida do animal que é mantê-lo bem aquecido, protegendo-o do frio.

Confira abaixo dicas de higiene para manter o pelo do seu pet sempre limpo, saudável e macio:

-Dê banho no seu pet semanalmente ou de 15 em 15 dias com produtos neutros e próprios para cães.
-Nunca se esqueça de secar o pelo do animal após o banho para evitar problemas como micose.
- O pelo dos cães mais peludos devem ser escovados e desembaraçados diariamente.
-Na hora do banho nunca use produtos de humanos nos animais, pois podem lhe causar alergias.
- Opte por tosar totalmente o animal apenas nos dias mais quentes, pois sua pelagem protege-o do frio.
-Lembre-se sempre de que a queda de pelos pode estar relacionada a doenças de pele ou falta de nutrientes, portanto, a alimentação do animal deve ser balanceada.

Consulte um Médico Veterinário para que ele oriente a melhor alimentação.

Gostou das dicas? Então fique atento aos próximos posts. E se tiver dúvidas consulte sempre um Médico Veterinário.

Principais dúvidas sobre o vermífugo.

Quem possui um cãozinho ou gatinho precisa tomar alguns cuidados com os Vermífugos. Por isso, vamos esclarecer algumas dúvidas muito comuns sobre esse assunto.

1. Qual a importância do vermífugo para cão e gato?
Assim como nós humanos nos contaminamos com verme e precisamos de tratamento, os pets também necessitam de cuidados.

2. Como saber se meu pet está com verme?
Alguns sinais da doença é o sangue nas fezes, que pode ter forma pastosa e cheiro forte. Em alguns casos, é possível notar também os vermes nas próprias fezes. Outros sinais são perda de peso, falta de apetite e fraqueza. Por isso é importante prestar sempre atenção no comportamento do animal.

3. Qual o tratamento da doença nos animais?
Existem diversos tipos de medicamentos para prevenir e evitar a doença. Por isso, o correto é fazer uma consulta ao Médico Veterinário para que ele veja o tipo de vermífugo ideal para seu pet e garantir que os medicamentos façam efeito.

4. Com qual frequência devo dar vermífugos para meu pet?
Se a intenção for prevenção, é possível vermifugar o animal de 6 em 6 meses. Mas antes deve-se saber qual o vermífugo mais adequado e a quantidade certa, que varia de acordo com peso do pet.

5. Quando posso dar vermífugo para filhotes?
Geralmente o tratamento se inicia com 30 dias de vida do bichinho com a primeira dose e 20 dias depois a segunda.

Lembre-se: desverminar o pet é fundamental para deixá-lo mais forte, saudável e garantir sua qualidade e longevidade. Também é importante lembrar que essas são algumas orientações básicas e não substituem a consulta com o Médico Veterinário.

Para mais informações ligue (18) 3916-5500.

Câncer de Mama - Sintomas e Tratamentos

O Câncer de mama é uma doença que costuma causar muito sofrimento nos pets.

Geralmente, a doença atinge as pets não castradas com idade superior a seis anos e que utilizam contraceptivos.

Os principais sintomas do Câncer de Mama são dores, inchaço e/ou aumento das mamas, presença de secreções, caroços na região das mamas ou próximo a ela, tristeza, falta de apetite, vômito e febre.

Essa doença não possui predisposição racial, e se não for diagnosticada precocemente pode agravar o problema e até provocar risco de vida no bichinho. Por isso, o diagnóstico é fundamental para realizar o tratamento e aumentar as chances de cura.

O exame da doença é feito pelo Médico Veterinário através de apalpações nas mamas do pet, identificando se há a existência de nódulos. Se a presença da doença for confirmada, o tratamento pode ser realizado com a Mastectomia, que é a cirurgia para a retirada das mamas.

A melhor forma para prevenir o câncer de Mama é a castração, que não causa nenhum problema para a saúde e ainda ajuda a prevenir diversas outras doenças. A castração pode ser feita antes do primeiro cio delas e ainda ajuda a diminuir o desenvolvimento de tumores de mama.

Para evitar essa doença em seu pet, fique sempre de olho no comportamento do seu bichinho e faça visitas periódicas ao Médico Veterinário. Ese você já perceber algo de diferente no seu pet, leve-o imediatamente ao Médico Veterinário.

Para mais informações ligue (18) 3916-5500.

Ultrassom Veterinário

O Ultrassom é um exame de extrema importância para tratar e prevenir doenças nos pets.

Esse exame ajuda a examinar os órgãos do animal de forma mais eficaz e profunda, auxiliando na investigação de complicações nas articulações, órgãos reprodutores, sistema cardiovascular, digestório, entre outros.

Dessa forma, com diagnósticos mais precisos é possível realizar tratamentos adequados a cada caso individual, além de ajudarna prevenção de diversos tipos de doenças.

O exame de Ultrassom não é invasivo e não causa dor ao animal, eo pet raramente necessita de anestesia durante o exame.

A Center Vet conta com equipamentos altamente tecnológicos para a realização doUltrassom e outros tipos de exames.
Para mais informações sobre exames realizados na clínica, ligue (18) 3916-5500.

05 Dicas para Viajar com cachorro

Viajar é tudo de bom, mas viajar junto com nosso melhor amigo pet é melhor ainda! Mas antes é fundamental fazer um bom planejamento da viagem para não ter nenhum problema e aproveitar cada segundo do passeio junto com o cãozinho.

Por isso, preparamos 05 dicas importantes para que você tenha uma viagem super tranquila e segura junto com seu pet. Confira:

-Leve na viagem alguns brinquedos do pet para que ele se distraia durante o percurso.
-Leve sempre uma boa quantidade de água e ração para o pet. Caso necessário, leve medicamentos ou calmantes indicados pelo Médico Veterinário.
-Não ofereça comida ao animal durante o trajeto, pois pode lhe causar enjôo e vômito.
-É muito importante que o cão não viaje solto no carro, pois pode ser perigoso tanto para ele quanto para o motorista e passageiros. O mais indicado é que ele fique em caixa de transporte no banco traseiro.
-Pare de hora em hora para que o pet faça suas necessidades fisiológicas. É recomendável que ele beba um pouco de água para se hidratar.

Lembre-se que antes da viagem é recomendável sempre levar o animal ao Médico Veterinário para confirmar se o bichinho está em bom estado de saúde e se suas vacinas estão em dia.

Com esses cuidados básicos você terá uma viagem super tranquila com o pet e ainda terá uma ótima companhia durante o passeio!

Para mais informações ligue (18) 3916-5500. E boa viagem!

Tártaro em cães

Manter os dentes do cachorrinho sempre limpos e saudáveis é fundamental para evitar problemas dentários como o tártaro.

Muitos donos de pets evitam checar o estado de saúde bucal do animal, seja por medo ou falta de costume. Mas fazer essa checagem é essencial para saber se ele está com seus dentes saudáveis ou com algum problema que poderia ter sido evitado.

O tártaro é uma placa de bactérias que vai se acumulando ao longo do tempo nos dentes dos cães com restos de comida. Até mesmo os pets que se alimentam apenas com rações secas, biscoitos crocantes e petiscos estão propensos a desenvolver o tártaro.

Quando o tártaro não é tratado corretamente, essas bactérias vão consumindo a gengiva do cão e podem até mesmo entrar na corrente sanguínea do pet e causar infecções graves.

Para evitar o surgimento de tártaro em seu cão é fundamental escovar os dentes dele desde filhote. Dessa forma, ele se acostuma com a higienização e não lhe causa problemas quando crescer. Se não for possível fazer a escovação diariamente, é importante fazê-la ao menos três vezes durante a semana para evitar que o tártaro se forme.

Se o seu cão já possui esse problema dentário, o tratamento pode ser feito por meio de uma procedimento simples para a limpeza do tártaro. O cão normalmente pode voltar para a casa no mesmo dia.

Para mais informações, consute um Médico Veterinário.

Toxoplasmose - A culpa não é do gato

A Toxoplasmose é uma doença causada pelo protozoário Toxoplasma Gondii.

Ao contrário do que a maioria das pessoas pensam, a Toxoplasma é raramente transmitida pelos gatos. Geralmente, apenas 1% dos gatos transmitem a doença, e a maioria são contaminados ao ingerir insetos, ratos, lagartixas ou carnes cruas que contenham cistos do protozoário.

Ou seja, para se infectar com a doença através do gato é preciso que o animal esteja realmente doente e a pessoa tenha contato direto com as fezes do animal.

A principal forma de transmissão da doença é pela ingestão de carne crua ou mal passada ou legumes e frutas mal lavadas. Portanto, é fundamental ter alguns cuidados especiais para evitar a contaminação da doença:

-Lave bem as mãos antes de comer e beber.
-Não beba água de origem desconhecida.
-Não coma carnes cruas ou mal passadas e verduras e frutas mal lavadas.
-Use luvas para limpar a caixinha de areia dos gatos.
-Limpe a caixinha de areia do gato ao menos 2x ao dia.
- Não alimente seu gato (a) com carne crua ou mal passada.
-Evite que seu pet fique na rua e coma alimentos duvidosos.
- Mantenha seu gato vacinado e vermifugado
- Estoque o alimento do pet adequadamente para evitar o acesso de insetos.
-Leve-o frequentemente ao Médico Veterinário.

Com esses cuidados o seu pet dificilmente ficará infectado com a protozoário da doença e terá uma vida saudável e feliz. E lembre-se: o gato não representa perigo, você pode abraçá-lo e acaricia-lo sem medo!

Para mais informações ligue 3916-5500.

Giárdia - Sintomas e Tratamentos

A Giárdia é uma infecção intestinal que costuma causar muita dor nos pets.

Ela é provocada por um parasita chamado Giárdiaencontrado especialmente em áreas com más condições de saneamento e água contaminada.

A infecção ocorre quando o animal ingere os parasitas, por meio de ingestão de água contaminada e alimentos contaminados, ou pelo contato com fezes de outros organismos infectados.

Os principais sintomas da doença são dores abdominais, diarreia, vômito, perda de peso e mal-estar geral. O diagnóstico da doença é feito por meio de exames de fezes ou outros que forem solicitados pelo Médico Veterinário.

A principal forma de prevenir a Giárdia é com a vacina, que deve ser utilizada anualmente. Também é muito importante ter alguns cuidados especiais com a higienização dos locais que o pet frequenta e alimentos que ele ingere.

O tratamento irá depender da gravidade da doença, mas geralmente é feito com medicamentos e antibióticos indicados pelo Médico Veterinário.

Aqui na Center Vet contamos com a vacinação para prevenção da Giárdia e laboratórios completos para a realização dos exames clínicos. Ao perceber os sintomas da doença em seu pet, leve-o a um Médico Veterinário.

Os cães têm stress?

Você sabe quais são os sintomas de stress (ou estresse) nos cães?

Ao contrário do que algumas pessoas pensam, o stress também afeta a saúde dos nossos melhores amigos de quatro patas. Por isso,conseguir identificar os sintomas do estresse e motivos que podem levá-lo a isso é muito importante para evitar esse tipo de problema.

Cada cãozinho tem sua a própria personalidade, mas existem alguns comportamentos gerais que demonstram sinais do estresse, como por exemplo:
-Perda de apetite
-Agressividade
-Falta de atenção
-Desobediência
-Inquietação
-Latir excessivamente
-Bocejar em excesso
-Morder, cavar e latir sem motivo
-Defecar e urinar em locais inadequados e arranhar janelas e portas.

É muito comum que esses comportamentos sejam acompanhados de expressões de medo e insegurança no pet, que podem ser notadas também pela forma corporal em que ele se apresenta. Por isso é fundamental que o dono fique atento ao comportamento do seu cão.

Se o seu pet já apresenta esses sintomas de estresse, leve-o ao Médico Veterinário para uma consulta. Existem diversos tipos de tratamentos que ajudam a amenizar a raiva do animal.

Por que nos amamos os gatos?

Os cachorros geralmente são a maioria nos lares, mas quem tem um gato em casa ama a convivência e a particularidade desse pet. Confira alguns motivos que explicam o porquê dos gatos serem tão amados por seus donos:

- Os gatos além de serem animais belíssimos, são animais super elegantes e conseguem chamar a atenção dos humanos sem precisar fazer esforço.
- Cada gato possui uma personalidade única, e isso os torna ainda mais fascinantes.
- Os felinos são animais incrivelmente independentes. Eles conseguem cuidar de sua própria higiene e não dependem tanto da companhia de seus donos.
- Além de serem belos e independentes, os gatos são animais muito inteligentes! Eles têm um cérebro evoluído e são capazes de sentir emoções parecidas com a dos humanos, como por exemplo, o ciúmes.
- Eles também são super carinhosos e extremamente leais aos seus donos.

Esses são alguns motivos que fazem com que os “pais e mães” de gatos amem tanto os seus felinos. Mas, a verdade é que existem muitos outros motivos para amá-los e cada pet é unico. Comente aqui o porquê seu gato é tão especial!

#Gatos #CenterVet #Atendimento24horas

Amamentação e Alimentação nos primeiros meses

A amamentação e a alimentação são de extrema importância para o crescimento saudável dos filhotes.

Assim que a cadela gestante dá à luz aos seus filhotinhos, eles devem se alimentar apenas do leite materno. Após o trigésimo dia de vida, devem começar a desmamar e se alimentar com ração.

Nesse período, quando os filhotes completam um mês de vida, é necessário começar a oferecer rações adequadas para eles. Existem diversos tipos de rações para filhotes no mercado, que levam em conta a idade, porte e raça do animal. Elas podem ser do tipo seca, úmida ou semi-úmida.

Nesse período de transição da alimentação líquida para a sólida, o ideal é optar por uma ração úmida, pois os dentes do animal recém-desmamado ainda são bastante frágeis. Ao longo do tempo e conforme o pet vá crescendo, é indicado mudar para uma ração semi-úmida até chegar à seca.

Os pets filhotes devem se alimentar de porções pequenas de rações várias vezes ao dia. Nunca encha a tigela do animal e deixe-o comer o quanto quiser. É indicado oferecer refeições três vezes ao dia, dependendo do porte do animal e do seu peso.

É muito importante levar o pet ao Médico Veterinário, somente o profissional da saúde saberá prescrever uma alimentação saudável e correta ao filhote.
#Alimentação #Filhotes #CenterVet #Atendimento24h

Farmácia completa e 24 horas

Seu pet precisa de um remédio ou algum produto específico? Não se preocupe!

Aqui na Center Vet temos uma Farmácia 24h para atender seu melhor amigo a qualquer momento.

Nossa farmácia conta com medicamentos, xampus, sprays, sabonetes e coleiras anti-parasitas que ajudam a combater pulgas e carrapatos e muito mais produtos da mais alta qualidade para garantir uma vida mais saudável e feliz para o seu bichinho.

Para mais informações, ligue (18) 3916-5500.

Gripe em Pets - Prevenção e Tratamento

As baixas temperaturas e o clima seco colaboram para o aparecimento de diversas doenças respiratórias, entre elas a Gripe Canina.

Os principais sintomas da Gripe Canina são a tosse contínua (que pode ser confundida com engasgos), secreção nasal e ocular, espirros, febre, letargia e falta de apetite.

Quando seu agente é uma bactéria ou um vírus, a prevenção da doença pode ser feita com vacinas. Porém, é sempre importante evitar que o animal fique nas ruas desprotegido do frio. O ideal é fornecer casinhas, cobertores, mantas e até as tradicionais roupinhas.

O tratamento contra Gripe pode ser realizado com medicamentos receitados pelo Médico Veterinário. Em casos mais graves, pode ser que o pet necessite de mais atenção e cuidado. Por isso, é fundamental levá-lo para realizar uma consulta com o Médico Veterinário. Somente o profissional da saúde saberá receitar os medicamentos corretos para uma boa recuperação.

Assim como nos seres humanos, a gripe costuma causar grande desconforto e desânimo. Por isso, é natural que o bichinho fique cansado e não queira brincar ou interagir com o dono. Para que ele se recupere mais rápido, evite forçá-lo a se exercitar e ofereça a ele uma alimentação saudável.

A Center Vet possui a vacina contra a Gripe Canina e uma Farmácia 24h para atender seu pet.

Para mais informações ligue 3916-550.

Fraturas como prevenir e tratar

As fraturas nos pets podem ser causadas por diferentes motivos, desde atropelamentos a até quedas de lugares altos.

Geralmente quando o cão está com um osso fraturado, os sinais costumam ser bem nítidos. O animal costuma apresentar bastante dor e começa a ter dificuldades para andar, além de apresentar inchaços na região fraturada.

Para prevenir problemas de fraturas ósseas no pet, é fundamental evitar que o animal freqüente lugares altos desde pequenos e que ele saia para a rua sozinho, pois há riscos de atropelamento e brigas com outros animais. Algumas dicas para os donos de pets que moram em apartamentos é comprar itens como escadinhas, rampas e telas para cães e gatos.

O tratamento da fratura irá depender da idade, tamanho, tipo de atividade do pet e do osso fraturado. Existem diferentes tipos de fraturas e cada uma deve receber o tratamento adequado para que o pet tenha uma boa recuperação.

Aqui na Center Vet tratamos diversos animais com fraturas e realizamos o exame de Raio-X Digital, que ajuda a verificar as medidas da fratura e a planejar o tratamento adequado para o animal.

Para mais informações ligue 3916-5500.

Dermatite em cães

A Dermatite é uma doença muito comum nos cães e costuma causar grande incômodo nos bichinhos.

Os principais sintomas da doença são coceira excessiva, queda de pelo, vermelhidão e pequenas feridas na pele. A dermatite pode se manifestar nos pets entre três meses a seis anos de idade e por diferentes fatores, como infecção com fungos e bactérias, alergia a determinado alimento, planta ou medicamento, estresse, distúrbios emocionais, umidade ou até mesmo genética.

Para evitar o surgimento da Dermatite em seu pet, é fundamental ter alguns cuidados especiais de higiene, secando bem o pelo do animal após o banho, evitando que ele entre em contato com algum composto químico e alimentando-o corretamente.

Para realizar o tratamento da Dermatite é fundamental identificar a causa do problema através de diagnósticos em uma consulta com o Médico Veterinário. Após determinar a origem da doença, o Médico Veterinário fará o tratamento adequado ao animal. É muito importante evitar tratar a doença de forma caseira, pois em alguns casos pode agravar ainda mais o problema no animal.

Se o seu cão apresenta sintomas de Dermatite, leve-o a uma consulta ao Médico Veterinário. Somente o profissional da área saberá prescrever o tratamento ideal para tratar a doença.

Aqui na Center Vet contamos com aparelhos altamente tecnológicos que auxiliam na realização de exames, além uma equipe especializada para cuidar do seu melhor amigo.

Tecnologia de Ponta

O uso da tecnologia tem sido muito importante para garantir a saúde e qualidade de vida dos nossos amigos pets.

Por isso, a Center Vet está sempre investindo em equipamentos com tecnologia de ponta para fornecer exames mais precisose seguros.

Nossos laboratórios contam com aparelhos de última geração importados de países como Japão, Estados Unidos e Europa.

Essa tecnologia auxilia na elaboração de exames como hemograma, exames parasitológicos, hormonais, entre outros, além de exames de imagens comoUltrassonografia, Raio-X Digital, Eletrocardiografia e Ecodopplercardiograma.

Dessa forma, além do pet ter mais conforto na hora dos exames, os procedimentos são muito mais rápidos e eficientes.

O uso da tecnologia tem sido muito importante para garantir a saúde e qualidade de vida dos nossos amigos pets.

Por isso, a Center Vet está sempre investindo em equipamentos com tecnologia de ponta para fornecer exames mais precisose seguros.

Nossos laboratórios contam com aparelhos de última geração importados de países como Japão, Estados Unidos e Europa.

Essa tecnologia auxilia na elaboração de exames como hemograma, exames parasitológicos, hormonais, entre outros, além de exames de imagens comoUltrassonografia, Raio-X Digital, Eletrocardiografia e Ecodopplercardiograma.

Dessa forma, além do pet ter mais conforto na hora dos exames, os procedimentos são muito mais rápidos e eficientes.

Para mais informações, ligue (18) 3916-5500.